Resenha | O Erro, de Elle Kennedy

John Logan tem um problema: continua apaixonado pela namorada de um de seus melhores amigos. Na verdade, Logan tem dois problemas. Ele também tem o pai alcoólatra para cuidar e a oficina para trabalhar. No final das aulas, entretanto, seu caminho cruza com o de Grace Ivers, caloura.

O primeiro esbarrão não foi nada demais. O segundo encontro, fruto de um equívoco de Logan, que bate à porta do dormitório de Grace achando ser o lugar de uma festa, é bem mais promissor: um filme de ação, uma química intensa. Mas ele sabe que está fazendo algo errado e, antes que perca o controle da situação, encerra tudo.

As férias chegam e passam, um novo ano começa. Logan, agora com a cabeça no lugar, está determinado a ter mais uma chance com Grace. Ela, por sua vez, não está muito disposta a dá-la. Afinal, nada como férias em Paris para colocar as coisas em perspectiva e voltar com uma postura diferente.

John sabe que só tem aquele último ano para corrigir seus erros e fazer valer a pena. E, bem, se tudo que o impede de ter Grace é uma lista de coisas vergonhosas e (para alguns) impossíveis de fazer, não é ele quem vai desistir.

O Erro segue a mesma narrativa que O Acordo (confira resenha), permeando entre o fofo, o romântico e o engraçado. Suas personagens, clássicas de romances new adult, tem personalidade e são suficientemente desenvolvidas.

Gosto de como Elle Kennedy traz o tema do alcoolismo e suas consequências para a realidade de uma personagem, mas, sem dúvida, poderia desenvolver mais tais aspectos e fazer com que Grace e John tivessem que lidar de forma mais direta com a situação.

Grace não tem nada de particularmente interessante. Ela é a típica caloura virgem que se apaixona pelo jogador gostoso da faculdade. Claro que, após sua viagem, ela volta mais forte, menos inocente, mas ainda ela – o que é ótimo. Se apegar à John, entretanto, é bem mais fácil.

No início, ele não passa de um garoto muito seguro de si mesmo e confuso com os próprios sentimentos. Mas é bastante interessante como a autora desenvolve a amizade dos rapazes, trazendo as personagens do livro anterior para este.

The Mistake não tem nada de espetacular, mas, ainda assim, é uma leitura rápida, fácil e empolgante. Recomendo para quem já gosta do gênero e quer algo leve para ler.

Você já viu a resenha de O Acordo?

Resenha O Acordo, de Elle Kennedy

Clarice Freire lança Pó de Lua nas Noites em Claro

Pó de Lua nas Noites em Claro é o segundo livro de Clarice Freire a ser lançado pela editora Intrínseca. Com 208 páginas, podemos esperar por mais ilustrações e mensagens simples e impactantes. Mais uma vez o formato do livro será em Moleskine, colorido e design bem pensado. São textos inéditos que prometem unir prosas, […]

Resenha | The Kiss of Deception, de Mary E. Pearson

The Kiss of Deception me fez morrer de amores de imediato. Lembrando que quando a capa foi revelada, a primeira coisa que fiz foi colocar na lista de desejados. E claro que, na primeira oportunidade (também conhecida como: DESCONTO!), comprei. Como todo mundo, pirei com o acabamento impecável, a edição maravilhosa e tudo tão caprichado: […]

Belgravia, romance histórico de Julian Fellowes

Após a ação com os ebooks de Belgravia, o primeiro podendo ser baixado de graça, a editora Intrínseca lança finalmente a edição física do romance de Julian Fellowes. Com 368 páginas e preço de R$46,00, a história promete segredos e escândalos na Londres de 1840. Belgravia é uma nova saga histórica, criada pelo idealizador de […]

Review | Orange is The New Black: 4×06

Esse sexto episódio foi o melhor da temporada até agora, mesmo sem os habituais flashbacks de OITNB (e olha que eu adoro quando esse recurso é utilizado em série!). Como foi um episódio bem movimentado, com muitas reviravoltas e aparição de núcleos diferentes, nem deu pra sentir tanta falta dos flashbacks assim. (Pensei que nunca […]

Resenha | Bela Redenção, de Jamie McGuire

Segundo volume da série Irmãos Maddox, Bela Redenção está muito mais para um chick lit que new adult. Isso porque suas personagens principais, Thomas Maddox e Liis Lindy, já são adultos. Thomas, como visto em Bela Distração (confira resenha), era apaixonado por Camille, mas foi obrigado a deixá-la ser feliz com o seu irmão, Trent. […]