Ten Days of June | 12 livros para ler no Dia dos Namorados

12 Livros para o Dia dos Namorados

A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista, de Jennifer E. Smith
222 páginas – Galera Record
(resenha, compre)

Lembro quando ganhei o livro e, no dia seguinte, já o tinha terminado. Uma leitura leve, fácil e bem tranquila, cheia de suspiros, mas sem deixar de lado aquele lado que nos faz pensar um pouco sobre a vida e coincidências. A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista é simplesmente incrível em sua simplicidade.

À Procura de Audrey, de Sophie Kinsella
336 páginas – Galera Record
(resenha, compre)

Um dos melhores livros que tive o prazer de ler em 2015. Ao trazer o tema da ansiedade para a personagem principal, Sophie Kinsella (de Becky Bloom) consegue falar com o público mais jovem de um jeito maravilhoso, impactante e, claro, com uma história de amor muito bem desenvolvida. Entrou para a lista de favoritos do ano passado, e não vai sair mais.

12 Livros para o Dia dos Namorados

A Garota Que Perseguiu a Lua, de Sarah Addison Allen
243 páginas – Planeta
(resenha, compre)

Conheci Sarah Addison Allen com esse livro e, admito, comprei-o pela capa. Mas a autora consegue desenvolver um new adult utilizando toda a fofura e sutileza que um livro pode guardar. É emocionante, uma leitura tranquila e que encanta desde a primeira página. Ainda por cima quando consegue colocar em palavras todo o encanto de “o amor está no ar”. Porque está.

Dublin Street, de Samantha Young
400 páginas – LeYa
(resenha, compre)

Dublin Street, chick lit da Samantha Young, é muito bem escrito e traz uma personagem engraçada, mas com seus problemas. Aqui a autora aborda um tema pouco desenvolvido em livros de gênero e o explora de forma muito eficaz – com personagens que, sério, não temos como não nos apaixonar.

12 Livros para o Dia dos Namorados

Entre o Agora e o Nunca, de J.A. Redmerski
368 páginas – Suma de Letras
(resenha, compre)

Entre o Agora e o Nunca foi uma leitura maravilhosa para um dos meus momentos mais intensos na vida. Isso porque J.A. Redmerski conseguiu colocar a depressão em palavras de uma forma que, até então, nenhum autor tinha conseguido colocar. História e personagens simplesmente incríveis.

Um Caso Perdido, de Colleen Hoover
384 páginas – Galera Record
(resenha, compre)

Um Caso Perdido já tinha me sido recomendado antes e, quando finalmente consegui pegá-lo para ler, foi amor. Sem dúvida, foi amor. Personagens muito bem desenvolvidos, história pouco previsível em muitos aspectos e final maravilhoso. Impossível não amar.

12 Livros para o Dia dos Namorados

Qual Seu Número?, de Karyn Bosnak
414 páginas – Novo Conceito
(resenha, compre)

Engraçado e com filme para acompanhar, Qual o Seu Número? não é um lançamento, mas vale a pena para quem está procurando uns momentos de diversão e boa escrita.

Um Amor de Detetive, de Sarah Mason
336 páginas – Bertrand Brasil
(compre)

O eterno amor da minha vida quando estamos falando de livros. Um Amor de Detetive é o único livro que me fez gargalhar todas as vezes que peguei para ler – e sempre me deixa com gostinho de quero mais quando termina.

12 Livros para o Dia dos Namorados

Simplesmente Irresistível, de Rachel Gibson
392 páginas – Geração Editorial
(resenha, compre)

Rachel Gibson foi uma das leituras que veio logo após Um Amor de Detetive. Na época, eu ainda estava descobrindo o gênero chick lit e, ainda que este lançamento específico seja bem mais recente, é tão bom quanto os primeiros lançados.

Lola e o Garoto da Casa ao Lado, de Stephanie Perkins
288 páginas – Novo Conceito
(resenha, compre)

Admito que, quando finalmente Lola foi lançado, eu estava esperando um livro bem mais ou menos. A empolgação de Anna e o Beijo Francês tinha passado e não tava acreditando em muita coisa mais – exceto que foi maravilhoso. Simplesmente.

12 Livros para o Dia dos Namorados

One Man Guy, de Michael Barakiva
272 páginas – LeYa
(resenha, compre)

One Man Guy traz o tema LGBT de um jeito leve, com um romance super fofo e uma narrativa que fica entre ser engraçada e muito honesta. É apaixonante e não consegui parar e ler assim que comecei. Amorzinho sim ou com certeza?

Delírio, de Lauren Oliver
352 páginas – Intrínseca
(entrevista, compre)

Para o dia dos namorados, por que não um livro onde o amor é tratado como doença e, é claro, nossa personagem principal quer exatamente a chance de poder amar – e se decepcionar e amar de novo?

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook