5 momentos que tornam This is us uma das melhores séries de todos os tempos

Quando decidi começar a assistir This is us, eu só tinha duas informações sobre a série: Milo Ventimiglia (o Jess de Gilmore Girls) é Jack e que as pessoas estão gostando muito dos episódios. Ah, sabia que no meio disso tinham as personagens principais estavam conectadas pelo dia de nascimento. Ponto.

Parece muito pouco, né? De fato, é. O lado positivo disso é que eu não tinha muita ideia do que esperar, então qualquer pequena informação era uma grande surpresa. Tentei, ao máximo, não dar spoilers em momento algum, então vem comigo.

This is us é da NBC encerra em breve a primeira temporada, com 15 episódios. Recentemente foi confirmada a segunda e terceira temporadas, cada uma também com 18 episódios de aproximadamente 45 minutos. Ela traz também Mandy Moore (de Um Amor para Recordar), Sterling K. Brown (de Army Wives), Justin Hartley (de Revenge e Smallville) e Chrissy Metz.

A história foca tem quatro personagens: Jack, Kevin, Kate e Randall. Estes quatro nasceram no mesmo dia e cada um tem sua própria batalha para lutar: a esposa de Jack, Rebecca, está grávida de trigêmeos. Kevin é um ator meio insatisfeito com a própria vida.

Kate é uma mulher que sempre brigou com o próprio peso. Randall é empresário, tem uma família incrível e só recentemente descobriu quem é seu verdadeiro pai – aquele que o abandonou quando ele ainda era um bebê.

This is us

Kevin pintando a vida

Kevin tem o dom de falar as coisas erradas nas horas erradas. Ele é uma dessas personagens que nós adoramos julgar por, aparentemente, não trazer nada de tão substancial. Só que dá para saber que tem algo mais nele – e acho que essa foi a primeira cena que realmente demonstra isso.

Ao explicar para as filhas de Randall como ele começa o trabalho em uma peça, ele faz um discurso incrível sobre a vida. É sobre perdas, mas é sobre estar presente, sobre viver, sobre como as pessoas nunca verdadeiramente nos deixam. E é maravilhoso.

Quem quiser assistir, a cena contém spoiler e só tem legenda em inglês, mas vale a pena.

Transformando limões em limonadas

O discurso (o da imagem ao lado) encerra o 12º episódio da série. Apesar de ser mais longo e de fazer parte de um episódio cheio de momentos marcantes, essa parte em especial se destacou para mim pelo simples fato de que fala sobre como as coisas estão longe da perfeição, mas nem por isso são menos boas, significativas e felizes.

Se formos parar para pensar, a série é toda sobre isso: sobre pegar os limões que a vida joga para a gente, e fazer uma limonada da melhor forma que a gente puder.

As diferenças entre duas pessoas

Uma das coisas que mais me chamou a atenção é que a série aborda o preconceito racial de um jeito incrível. Randall é negro, inteligente, sagaz e tem muito potencial, mas seus pais adotivos (brancos) não sabem muitas vezes como lidar com as diferenças.

Eles não são preconceituosos, mas estão preocupados com o que o filho pode sofrer e ouvir. A família acaba julgando e sendo julgada, e precisam aprender coisas básicas como, por exemplo, se Randall precisa passar protetor solar. Isso se encerra em um discurso maravilhoso sobre como somos incríveis do jeito que somos, mesmo quando diferentes (novamente: sem legenda em português e com spoilers).

Peso não define quem você é

Uma das grandes questões de Kate é que ela não é feliz com o próprio corpo. Isso, claramente, é um julgamento de si mesma que vem da infância. Uma das cenas de flashback é dela na piscina, tentando fazer amigas enquanto as pessoas a afastavam porque ela estava fora do padrão imposto pela sociedade.

Ela está triste, sentada em um canto, quando seu pai chega com uma blusa. Ele fala sobre como essa blusa, quando usada, faz com que os inimigos vejam a pessoa exatamente da forma como ela quer ser vista. A cena é forte, porque, no final das contas, Kate está escondendo o próprio corpo com uma blusa.

Ao mesmo tempo, é marcante porque a história contada a faz sentir o que ela quer ser, enquanto o pai afirma que, mesmo sem a camisa, ele a vê exatamente dessa forma. Essa cena também contém spoiler e está apenas com legenda em inglês.

Ser mãe/pai não é fácil

Um dos temas que eu tenho visto ser muito debatido é que ser mãe ou pai não é as mil maravilhas que todo mundo gosta de idealizar. Não sou mãe, mas tenho certeza que não é sempre incrível, entendo como pode ser difícil, desafiador e de fazer querer arrancar os cabelos.

This is us traz isso em uma nova forma, debatendo também outros assuntos. Ainda que tenha muitos momentos marcantes, mostra as dificuldades de se criar filhos. A cena, novamente, está com legenda em inglês e contém spoilers.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

2 comentários

  1. Ana em

    Camille… Fique com muita vontade de assistir essa série depois de ler seu texto…

    Amo cine e vídeo… E Aqui em casa vemos de 01 a 02 filmes pelo menos todo fim de semana.

    Bjusss

    Ana

    Responder
  2. Junior Silva em

    Melhor mesmo, muito bem observado

    Responder