Clássico

Resenha | Edgar Allan Poe: Medo Clássico

A edição de Medo Clássico, com contos de Edgar Allan Poe, é muito mais que uma capa dura muito bonita e bem trabalhada, com uma diagramação muito bem feita e revisão impecável. Dividida em seis partes — Espectro da Morte, Narradores Homicidas, Detetive Dupin, Mulheres Etéreas, Ímpeto Aventureiro e O Corvo —, ela se inicia […]

Resenha | O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë

O Morro dos Ventos Uivantes é um dos livros mais famosos da literatura e sua leitura é perturbadora. Ao longo dessa resenha, pretendo demonstrar, logicamente não da mesma forma e nem no mesmo nível que Brontë, como é essa reação. O desenrolar da história ocorre quando o Sr. Lockwood, inquilino de Heathcliff, chega ao Morro […]

Resenha | A Caça às Bruxas, de Lillian Hellman

O período conhecido como Mccarthismo ou caça às bruxas marcou a década de 1950 nos Estados Unidos. Buscava-se encontrar comunistas presentes no meio artístico dos EUA. A produção fílmica também esteve presa à lógica anti-comunista, em que tentava-se identificar quais elementos de filme podiam ser alguma forma de propaganda comunista. Nesse período, diversos artistas e […]

Homens Imprudentemente Poéticos, de Valter Hugo Mãe

Homens Imprudentemente Poéticos é um dos últimos livros de Valter Hugo Mãe a serem relançados pela Biblioteza Azul, selo da Globo Livros. O livro conta com 192 páginas e preço de R$44,90. Nele, o renomado autor da literatura portuguesa contemporânea nos apresenta Itaro (artesão) e Saburo (oleiro), que são inimigos e vizinhos em um Japão […]

Resenha | As Portas da Percepção e Céu e Inferno, de Aldous Huxley

Aldous Huxley (1894-1963) não poderia ter atribuído melhor nome a sua obra As portas da percepção, datada de 1954. A obra é seguida de Céu e Inferno, além de apêndices fundamentais para a compreensão global do texto e do pensamento do autor. Importante destacar a data da primeira publicação do texto, pois trata-se de uma […]

[Resenha] Evelina, de Frances Burney

Publicado pela primeira vez em 1778, só agora, graças à editora Pedrazul, é publicado no Brasil. Trata-se de um romance epistolar com temática romântica e sátira social escrita por Frances Burney. Através das cartas trocadas entre os personagens nos familiarizamos com a história de Evelina, a filha legítima, embora não reconhecida, de um aristocrata criada […]