Revista

Rock: inspiração, êxtase e libertação

Este lugar tem tudo que eu odiaria. Absolutamente tudo. Pessoas suadas e bem pertinho de mim, gritos que chegam a me deixar um pouco assustada. Mas, dessa vez, meu coração não se acelera pelo pânico de estar em um ambiente fechado e escuro, e sim pela ansiedade em fazer desse o melhor momento da minha […]

Heavy Metal e as mazelas sociais

Questionar a realidade, escancarar mazelas, hipocrisias e problemas velados de nossas sociedades. As ações citadas anteriormente podem muito bem ser atribuídas a diversos tipos de expressões artísticas, mas se a música for a escolha para desenvolver tais missões, o heavy metal é um campo fértil. Tradicionalmente os grandes escritores do metal pesado letram suas melodias […]

Deus não dá asa à minha cobra

Recentemente, uma menina da faculdade, depois de me ouvir por horas a fio, ler trilhões de mensagens trocadas por mim no whatsapp e também pedir minha opinião sobre assuntos dela; olhou pra mim atentamente, com sorriso nos lábios, e soltou essa intrigante frase: “Menina, você é a prova viva de que Deus não dá asa […]

Moradas

O Silêncio arranhou a porta da janela do meu quarto e me chamou. Numa voz sussurrada chamava pelo meu nome. É difícil ouvir o silêncio, mas eu acabei conseguindo sentir a intensidade da sua mudez entrando pelo meu ouvido. Abri a janela e senti seu hálito. Cheirava a noite fresca misturada com poeira e medo. […]

O ensurdecedor silêncio das ditaduras

Os governos ditatoriais, especialmente os do século XX em diante, independente de suas localidades, sempre se mostraram muito misantrópicos, ou seja, revelaram extremo tédio ao gênero e às relações humanas, assim como aversão à convivência social. Para a manutenção da ordem e perpetuação do poder, tudo era válido. Entretanto, a sustentação de tais regimes antidemocráticos […]

Lugar Nenhum

Você já se sentiu vazio? Já sentiu que dentro de você existe um espaço oco, frio, onde a escuridão habita? Já tentou dar nome a esse lugar? A esse sentimento de falta? Falta de algo inexplicável, algo que não tem nome, nem forma, não conhecido por ninguém. Chamo esse lugar de Lugar Nenhum. Ele é […]

A hora em que os ruídos se deitam

Havia vozes e tilintares de pratos sendo postos. Mesclavam-se ao ruído suspenso formado pelos sons de dentro e de fora, na rua, de onde se percebiam buzinas, motores, gritos e xingamentos. O burburinho urbano lhes pressionava pela esquerda, de onde se metia pelas portas abertas, e pela direita, de onde a efervescente atividade culinária se […]

A falsa ideia do silêncio da morte

Seu nome: Adriana. Eternamente Nana. No meu íntimo, eternamente um símbolo do amor que recebi e vou compartilhar com todos que, comigo, estiverem. Ela foi a joia e a rocha. Era linda, e, se eu estimasse muitas descrições, falaria mais da destreza do seu sorriso e do olhar. Ela era de me asfixar a todo […]