De Charlotte Brontë a Jane Austen

Livro Gente que Lê: De Jane Austen a Charlotte Brontë

Jane Eyre, de Charlotte Brontë
528 páginas – BestBolso
(compre)

“Eu não sou um pássaro; e nenhuma rede me prende; eu sou um ser humano livre com uma vontade independente”. Jane Eyre foi publicado em pleno início da Era Vitoriana, e embora não seja propriamente feminista, defende o empoderamento da mulher.
Jane narra sua vida desde a infância sofrida, passando pelo colégio interno, até chegar a Thornfield e conhecer o misterioso Sr. Rochester, por quem se apaixona. Mas mesmo apaixonada, Jane nunca deixa de ser fiel a si mesma.
O livro já é maravilhoso, mas vocês também podem encontrar uma adaptação moderna bem bacana no Youtube chamada The Autobiography of Jane Eyre (assim como em The Lizzie Bennet Diaries, acompanhamos os acontecimentos da vida de Jane através do seu vlog).

Reparação, de Ian McEwan
272 páginas – Companhia das Letras
(compre)

Muita gente já deve ter visto o filme Desejo e Reparação, que é uma adaptação bastante fiel do romance. Mas nada se compara à escrita de Ian McEwan. Acompanhamos Briony desde sua infância, quando, incapaz de entender os acontecimentos ao seu redor, ela faz algo que altera os destinos de Robbie e Cecilia, sua irmã. Reparação é sobre a necessidade de consertar os erros do passado, mas mais do que isso, é uma aula sobre como escrever um romance.

Livro Gente que Lê: De Jane Austen a Charlotte Brontë

Lendo Lolita em Teerã, de Azar Nafisi
420 páginas – BestBolso
(compre)

Durante a Revolução Iraniana, que derrubou o Xá e instituiu um regime fundamentalista islâmico, Azar Nafisi se reúne com um grupo de alunas semanalmente para ler e discutir obras proibidas da literatura ocidental. Essa “resistência literária” se torna uma forma das mulheres envolvidas manterem um senso de identidade frente a um regime que as oprimia e despersonalizava. Esse livro me trouxe muitas coisas maravilhosas, mas uma delas sem dúvida foi a certeza do poder revolucionário da literatura.

A Viajante do Tempo (Outlander 1), de Diana Gabaldon
736 páginas – Rocco *será relançado pela Saída de Emergência
(aguardando relançamento)

Nesse romance fantástico de Diana Gabaldon, Claire Randall é uma ex-enfermeira da Segunda Guerra Mundial visitando as Highlands na Escócia com o marido em 1946, quando acidentalmente é transportada para 1743 bem no meio de um conflito entre escoceses e soldados britânicos. Lá, ela conhece Jamie Fraser, um charmoso jovem escocês com um passado complicado que vai tornar difícil sua resolução de voltar para 1946. A Viajante do Tempo é o primeiro livro da série Outlander, que está sendo adaptada para uma série de TV com estreia prevista para agosto.

Livro Gente que Lê: De Jane Austen a Charlotte Brontë

Emma, de Jane Austen
400 páginas – L&PM
(compre)

Todo mundo já ouviu falar de Orgulho e Preconceito, principalmente depois do sucesso do filme de 2005 (sim, aquele com a Keira Knightley) e da websérie The Lizzie Bennet Diaries. Mas foi com a história da mimada Emma e sua mania de querer se meter na vida amorosa dos outros que Jane Austen praticamente inaugurou o gênero da comédia romântica. Além disso, o romance inspirou adaptações incríveis, como As Patricinhas de Beverly Hills e a websérie Emma Approved atualmente em andamento no Youtube.

Concorra: O Beijo

Algum fã de Jane Austen aqui no Gente que Lê? Orgulho e Preconceito também vale! Lembrando que basta comentar nessa postagem para concorrer ao livro O Beijo, de James Patterson e Jill Dembowski. O resultado sai no dia 03 de agosto!

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

7 comentários

  1. Lina Rosa Morais em

    Mariana adorei seus comentários, virei fã instantaneamente! Curti horrores!

    Responder
    1. Mariana Fonseca em

      Obrigada, Lina linda!

      Responder
  2. Jana em

    oi, Mariana!

    Bom, eu não li nenhum desses livros, mas achei muito bacana você buscar livros mais antigos pra recomendar.

    Enfim… Sempre quis ler Reparação (desde que vi a adaptação), mas acho que não tenho coragem. D: Eu sofri muito com o filme, chorei bicas, quase me “esgoelei” e só consegui ver mesmo uma vez. É tão triste! :/ Tô evitando livros que chegam tão perto da realidade. rs

    E Emma! Este livro de Jane Austen tem uma super cara de comédia romântica mesmo. Li por aí que ele e Mansfield Park são os mais divertidos. Só tive um encontro com essa autora e foi com, claro, Orgulho e preconceito. Tentei ler Razão e Sensibilidade, mas não consegui (adoro a adaptação deste – aquela que é com o Hugh Grant porque acho que tem outra mais antiga ainda rs).

    Beijão ;*

    Responder
    1. Mariana Fonseca em

      Eu adoro Razão e Sensibilidade, mas se você gosta do lado mais cômico e sarcástico da Jane, recomendo bastante Emma e Abadia de Northanger. E essa adaptação com o Hugh Grant é mesmo maravilhosa.

      Beijão

      Responder
  3. Mia Sodré em

    Li Jane Eyre recentemente e: que livro incrível. ? Emma ainda não li, mas vi o filme e amei muito (aliás, todos os filmes baseados no universo de Austen são incríveis ?). Reparação é um livro que quero muito ler, mas as leituras do vestibular ainda são prioridade, claro. Porém, um dia, certamente.

    Responder
    1. Mariana Fonseca em

      Leia Reparação e Emma, sim. Você vai gostar 😉

      Responder