[Resenha] 172 Horas na Lua, de Johan Harstad

172 Horas na Lua
Autor(a): Johan Harstad
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Avaliação: 5
Capa: 5 Diagramação: 5 Conteúdo: 5

172 Horas na Lua é uma ficção científica de autor norueguês, que irá narrar a vida de três adolescentes em lugares distintos do globo – Japão, França e Noruega – cujos destinos serão cruzados por um sorteio.

O sorteio nada mais é do que uma viagem à Lua. Os diretores da NASA resolvem voltar ao satélite natural terrestre por motivos puramente econômicos, mas querem fazê-lo com estilo: em uma espécie de recordação dos anos 60, quando Neil Armstrong colonizou a Lua pela primeira vez.

Para isso, decidem selecionar três adolescentes de qualquer lugar do mundo para serem as novas celebridades e toda atenção da mídia ser direcionada a eles, livrando a Organização de possíveis inconvenientes. E o plano dá certo. Até determinado ponto.

Acontece que, quando a equipe chega ao local de destino junto aos três adolescentes, acontecimentos estranhos e aterrorizantes começam a pôr suas vidas em risco. E o pior? Eles não são os únicos a saberem disso.

Por longo tempo nutri o desejo de fazer a leitura de 172 Horas na Lua e não pude ter sido mais bem recompensada pela espera. A obra, narrada em terceira pessoa, é escrita de maneira a deixar o leitor em estado constante de suspense e tensão, além, é claro, de um desenvolvimento extremamente intrigante. É inevitável ansiar por descobrir tudo.

E não somente com relação às aventuras dos tripulantes a caminho da Lua, o autor soube também intrincar as realidades de cada uma das personagens de modo a culminar em algo mais completo no enredo.

O livro é uma surpresa a cada página e, ao descobrirmos tudo com o decorrer da leitura, somos impressionados e admirados pela genialidade de Harstad e sua maestria em escrever ficção, suspense e ação. Um livro que, sem dúvida alguma, merece todo o alarde feito em seu nome.

172 Horas na Lua já tornou-se um dos meus favoritos de 2016.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

1 comentário

  1. Morgana Brunner em

    Oiii, tudo bem?
    Adorei a resenha, e morro de vontade de ler este livro <3 acho incrível e não vejo a hora de poder ler <3
    Beijão

    Responder