Resenha | A Maldição do Tigre, de Colleen Houck

A Maldição do Tigre
Autor(a): Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Avaliação: 4.3
Capa: 4.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Mitologia indiana para fãs de romance.

Kelsey Hayes ficou órfã há pouco tempo e está à procura de um emprego de verão para custear a faculdade. Sendo assim, ela vai até uma agência de empregos e é contratada para trabalhar em um circo.

Só que ela não imaginava que seu trabalho incluísse aproximação com animais perigosos e, muito menos, que teria uma conexão tão forte com Ren, um tigre branco.

Certo dia, Kelsey se deparou com um homem desconhecido, sério e distinto próximo à jaula do tigre. Devido à amizade desenvolvida entre ela e o animal, seu instinto protetor logo a fez questionar as intenções do homem e foi surpreendida.

O Senhor Kadam trabalhava para um homem bastante influente na Índia, que possuiu uma ligação com o tigre no passado e estava disposto a comprá-lo do circo para devolver-lhe a liberdade. Tudo que Kelsey sempre desejou ao animal.

Por isso, quando é convidada por Kadam a ir até a Índia para certificar-se do bem estar do animal durante a viagem, ela se prontifica a ir. O que Kelsey não sabe, é que sob a pele de Dihren (Ren), vive um príncipe indiano amaldiçoado há centenas de anos em busca de sua liberdade.

Não sabe também que sua função de mera acompanhante será completamente transformada no exato momento em que ela aceita ajudar o príncipe e Kishan, irmão mais novo de Ren que encontra-se nas mesmas circunstâncias, a ter sua vida de volta.

Colleen Houck me conquistou primeiramente por sua incrível criatividade. Cada cena é minuciosamente explicada de modo que podem facilmente ser vistas como em um filme.

A autora soube perfeitamente apresentar a mitologia indiana aos seus leitores, fazendo com que cada criatura nova e cada cenário novo fossem perfeitamente visualizados. Além disso, ela criou um enredo que instiga os leitores a saber mais sobre desenrolar da trama.

Apesar de o único ponto fraco de A Maldição do Tigre ser uma protagonista indecisa em certos momentos e chata em boa parte deles, Colleen compensou com os outros personagens.

Ren é o típico homem romântico, de pensamentos coerentes e personalidade forte que cativa por seu ar misterioso e sério; Kishan, por outro lado, é um badboy à moda indiana: charmoso e com tiradas rápidas, ele sabe deixar qualquer mulher sem graça; Senhor Kadam, diferente dos outros, é um homem inteligente e dedicado a cumprir seus deveres.

Por fim, não poderia faltar o romance. A conexão entre Kelsey e Ren é explicada e explorada com tanta intensidade que é impossível não torcer pelos dois.

Enfim, A Maldição do Tigre é um livro recomendadíssimo para todas as idades, principalmente para aqueles que amam aventura, romance e descobertas a mundos novos.

O interesse pela mitologia indiana foi desperto em mim através deste livro e acredito que muitos dos que fizeram a leitura tiveram o mesmo resultado.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook