Resenha | Agora e Para Sempre, Lara Jean, de Jenny Han

Agora e Para Sempre, Lara Jean
Autor(a): Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Avaliação: 5
Capa: 5 Diagramação: 5 Conteúdo: 5

Após todas as cartas que escreveu para os garotos dos quais gostou terem sido enviadas pela sua irmã e depois de ter finalmente entendido quem era o garoto com quem ela queria ficar, a vida de Lara Jean não poderia estar mais tranquila.

É claro que, sendo o último ano escolar, há toda a emoção das despedidas. E isso não necessariamente é ruim: sua irmã mais velha está voltando para casa para passar o verão, o relacionamento com Peter não tinha como estar em uma fase melhor e seus planos para a faculdade estão muito bem encaminhados.

E, apesar de ser bem óbvio que nem tudo será um mar de rosas, é interessante acompanhar como o relacionamento de Peter e Lara se sustenta e firma. Ainda que Jenny Han sempre acrescente muitos momentos fofos e românticos, ela o elabora de forma que nenhum dos dois fique infantilizado. Neste livro, ambos estão mais maduros e crescidos, cada um entendendo melhor o papel que desempenha na vida do outro, criando uma relação que é extremamente forte e segura.

Ao mesmo tempo que o namoro dos dois é foco, não deixamos de acompanhar como a própria Kitty (que enviou todas as cartas no primeiro livro, lembram?) está crescendo e se tornando uma garota cuja personalidade continua forte. Margot também precisa lidar com seus próprios pepinos, ainda que claramente esteja mais tranquila quando o assunto se volta para as decisões que precisa tomar.

Peter, por sua vez, não fica única e exclusivamente como o garoto-que-é-namorado-da-Lara. Ele tem sua própria narrativa, os problemas com o pai ausente, e sua relação com a mãe. Ele também precisa se firmar como pessoa que realmente caminha para a vida adulta, e Jenny Han consegue fazer isso com maestria em Agora e Para Sempre, Lara Jean.

Novamente, é a escrita da autora que nos deixa verdadeiramente encantados pela narrativa. Ela consegue colocar uma carga emocional muito forte em toda a história, e consegue fazer isso não de forma que fique uma leitura pesada, mas sim uma leitura leve e intensa e emocionante; sem deixar toda a delicadeza das situações de lado.

Definitivamente, é um encerramento para uma trilogia que, acredito, ninguém imaginou que fosse chegar e complementar tão bem a história, algo que de fato fez. Sem dúvida, uma série que só firmou a autora como escritora de romances jovens adultos maravilhosos e que merecem de verdade a leitura.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook