Resenha | Aniquilação, de Jeff Vandermeer

Aniquilação
Autor(a): Jeff VanderMeer
Editora: Intrínseca
Páginas: 197
Avaliação: 4.8
Capa: 5 Diagramação: 4.5 Conteúdo: 5

Olá leitores do Versi! Uma vez a Carol, editora da Intrínseca, falou sobre Aniquilação. Era a quarta turnê Intrínseca, em Porto Alegre, e fiquei extremamente curiosa. Assisti ao booktrailer e a curiosidade intensificou. E então saiu a notícia que a maravilhosa da Natalie Portman vai interpretar uma das personagens na adaptação do cinema – e não teve jeito: precisei passar Aniquilação na frente das leituras.

Vocês precisam entender, antes de tudo, é que a série Comando Sul não é uma série de simples fantasia. O autor brinca com o meio fantástico sim, mas traz elementos surreais (e bem comuns na literatura do gênero bizarro, pouco conhecida no Brasil). Dito isso, Aniquilação começa com a 12ª expedição encontrando a torre, num diário de uma das protagonistas.

A narrativa em primeira pessoa consegue esconder, muito bem por sinal, os nomes dos integrantes da expedição. Então lemos detalhadas impressões dos episódios, não a visão dos fatos a partir de um narrador onisciente. Sabemos apenas que esta expedição contava com uma bióloga – ela própria -, uma psicóloga, uma topógrafa e uma antropóloga. O objetivo era única e exclusivamente explorar a Área X.

O que sabemos sobre essa Área X é apenas o fato de que, em determinado momento, a natureza tomou conta do local e nenhum humano conseguiu sobreviver. As outras expedições jamais compreenderam o mistério, uma delas, inclusive, cometeu suicídio; enquanto, em outra, os membros se voltaram uns contra os outros num jogos vorazes sem vencedor (minha analogia).

A narrativa envolvente, admito, fez-me sentir medo. Consegui me imaginar nas trilhas junto à bióloga, completamente frágil frente à incompreensão de tudo que está acontecendo. E, claro, também fiquei extremamente curiosa sobre a Área X, querendo desvendar o mistério tanto quanto as personagens.

A primeira decisão do grupo, a de explorar a tal torre subterrânea imediatamente ou analisar primeiramente o terreno, é o ponto chave para o restante do livro. A partir disso, os acontecimentos tomam ritmo próprio, e desenfreado, e não é possível parar de ler: precisamos entender o que está acontecendo, entender os eventos até então inexplicáveis. O que pode ser tão poderoso a ponto de colocar os humanos como algo tão, tão… frágil fisica e psicologicamente?

E, principalmente, por que diabos alguém se candidataria a participar de uma expedição desse tipo? Muitas questões de fato tão respondidas nesse primeiro volume, mas não temos como saber se são as respostas certas, se batem exatamente com o que acontece. Afinal, temos a visão de apenas uma das pessoas do grupo.

Aniquilação é um livro pequeno, com 197 páginas. A edição está maravilhosa, com diagramação confortável para leitura e a revisão está impecável. Indicado para quem não resiste a um mistério ou questionar a realidade. Para quem não se deixa intimidar pelo desconhecido. Boa leitura!

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook