[Resenha] Apenas um Dia, de Gayle Forman

Apenas um Dia
Autor(a): Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Avaliação: 4.5
Capa: 5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Allyson é uma menina boazinha, obediente, centrada, ou seja, completamente certinha. Empenhada em não desapontar os pais, que já planejaram todo o futuro dela, concorda em fazer um curso de extensão pela Europa com sua melhor amiga Melanie.

Mesmo sem estar tirando muito proveito da viagem, ela está determinada a seguir as regras, só que já no final do tour, Melanie a convence a enganar a guia para irem assistir a uma apresentação de Hamlet em praça pública.

É lá que ela se encanta por Willem, um dos atores da peça. Ela sente haver uma conexão entre eles, mas sua insegurança faz com que ela mude de ideia logo em seguida. E então, ao conhecê-lo, ela se descobre ainda mais admirada pela vida espontânea e cheia de liberdade que o rapaz leva. Tudo aquilo que ela não é.

Ela vê a oportunidade perfeita para se arriscar e viver intensamente quando aceita o convite de Willem para passar um único dia em Paris. Assim, ela embarca com ele para uma viagem de apenas um dia de descobertas intensas, de situações que nunca imaginou vivenciar e descobre dentro de si uma Allyson mais ousada, mais disposta a correr riscos e mais corajosa.

E tudo acontece em apenas um dia. Um dia para se redescobrir, para se apaixonar, para viver experiências inspiradoras, para ter seu coração partido pela primeira vez. Enfim, um único dia para que sua vida mude intensamente e para sempre.

Nessa belíssima história, somos apresentados a uma Allyson insegura em relação a si mesma, envergonhada e medrosa, contudo, é incrível o quão o amadurecimento e o crescimento da personagem são perceptíveis, quase palpáveis ao longo da leitura.

A escrita fluida e envolvente de Gayle Forman me fez sentir bastante próxima da personagem principal, a ponto de sentir suas dores e alegrias. Além disso, cada experiência vivida pelos personagens foi muito bem descrita, sem que a autora deixasse de dar seu toque de poesia à elas.

A história, baseada em drama e romance, não entedia o leitor, pois não se estagna no clichê. A autora criou diversos acontecimentos para a vida dos personagens que fez com que a trama fosse incrivelmente original, sem deixar de ser típica, já que os encontros e desencontros que aconteceram com Allyson e Willem são bastante prováveis de acontecer com qualquer outra pessoa.

Apenas um dia é um livro muito gostoso que fala de perdas e ganhos e de determinação para ser quem realmente é. Um livro que eu, sem dúvida alguma, recomendarei a todos.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook