[Resenha] Cabeça de Vento, de Meg Cabot

Cabeça de Vento
Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Avaliação: 3.8
Capa: 4.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 3

Romance nas entrelinhas, deixando um gostinho de quero mais.

Emerson tem dezesseis anos (e meio), uma paixão pelo seu melhor amigo (que não sabe disso) e faz parte do grupo dos excluídos na escola na qual possui bolsa por mérito e frequenta aulas avançadas.

Sua vida andava numa fase relativamente tranquila até o dia que a irmã, Frida, quis ir à inauguração da loja Stark, uma megastore que levou lojas menores localizadas que vendiam livros, CDs e DVDs à falência.

Emerson e Christopher, seu melhor amigo, acompanham Frida, visando tomar conta dos passos da menina que está caminhando para se tornar uma morta-viva. Morto-vivo é como Em e Christopher chamam as pessoas populares da escola, cuja personalidade foi deixada de lado para pertencer à um grupo.

O evento não seria um problema se uma situação não tivesse levado Em a uma enorme confusão. Agora ela tem que se acostumar com o jeito encontrado pelos médicos para que ela pudesse continuar no seu dia-a-dia. Mesmo quando isso significa um novo recomeço.

Meg Cabot consegue manter a estrutura de seus romances. Com bom-humor vemos Em sendo levada a encarar a vida de Nikki, uma modelo famosa, e tentar juntá-la à sua própria antes do acontecimento.

O romance, em Cabeça de Vento, está presente em todas as linhas do livro, apaixonando quem lê a história. Ao mesmo tempo, vemos de perto a aparição e o desenvolvimento de outros personagens que são facilmente taxados de cabeças de vento – e que talvez sejam mesmo, pelo menos até certo ponto.

As situações engraçadas dão um ar diferente a história que, com muito potencial para ser idêntica à várias outras, cria uma diferença que a torna única. Ainda que sem muitas surpresas, é impossível não querer acompanhar passo a passo o que acontece, assim como se torna inquietante terminar o livro e não ter a continuação para ler.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

3 comentários

  1. Leila em

    Estou lendo o segundo livro: “Sendo Nikki”. Não li o primeiro livro (Cabeça de Vento), por isso a resenha me ajudou a entender melhor o enredo da história.
    Um feliz 2013 para todos!
    Saúde e Paz!

    Responder
  2. THAÍS DAMIN em

    Já tem um tempo que ouvi falar sobre essa série, mas confesso que nunca me atraiu muito. Acho que estou num momento fantasia rs

    Responder
  3. Gustavo Silveira em

    amei a capa, mt lindaa

    Responder