Resenha | Chá de Sumiço, de Marian Keyes

Chá de Sumiço
Autor(a): Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 644
Avaliação: 4.5
Capa: 5 Diagramação: 4.5 Conteúdo: 4

Por Janaina Barreto
exclusivamente para Beletristas. Proibida cópia total ou parcial

Marian Keyes e sua mais recente surpresa (categoria: agradável).

Estou aqui avaliando ainda se Chá de Sumiço foi mesmo uma surpresa agradável ou se está mais para a categoria indefinida. O último livro que li desta autora que eu simplesmente amo foi “A estrela mais brilhante do céu” e, sim, achei-o fraco e muito fora do que Marian Keyes costuma escrever. Chá de Sumiço vai mais ou menos por este caminho — ok, nem tanto!

Neste livro temos, mais uma vez, a companhia de uma das “integrantes” da família mais louca e desajustada do mundo literário, a família Walsh! A protagonista agora é Helen, a segunda na fila de mais pirada dessa gangue maluquinha. Helen agora não faz mais bicos — é autônoma no ramo de detetives particulares — e até saiu da casa dos pais, finalmente!

Como sempre acontece e não podia ser diferente, a autora resolve abordar temas pesados, embora sempre contrabalançando com uma dose de bom humor — ou sarcasmo, o que nesse caso é positivo, pois vai mais para o engraçado que debochado (Yay!).

Com Helen, o leitor conhece melhor o mundo das pessoas com depressão e tendências suicidas (idealizações suicidas, mais especificamente), da forma mais descontraída possível.

“Passei uma boa quantidade de Merthiolate, mas logo me arrependi de ter usado o antisséptico, pois isso diminuiria minhas chances de pegar gangrena e ser obrigada a ter a cabeça amputada.”

Mas não é só isso: conhecemos também o mundo de quem vive de procurar pessoas, perseguir pistas, seguir vestígios: os detetives. Eu, particularmente, achei o máximo, pois estava acostumada (e esperando) com o tipo de romance sexy que ela costuma escrever. Esse livro não é assim.

O suspense toma conta da narrativa, da primeira página até bem perto do fim. Como são pouco mais de 600 páginas, precisava ser uma história criativa ou, no mínimo, convincente. E é exatamente isso que ela é: criativa! Se Marian precisava provar que pode mudar um pouco sua forma de escrever, ela conseguiu!

Então, qual o motivo de Chá de Sumiço ficar ainda entre agradável ou nem tanto? Bom, o mistério vai mesmo até as páginas finais (como no seu livro anteriormente publicado), o problema é: fiquei meio decepcionada. A história nem de perto é previsível.

Em nenhum momento há pistas que o leitor junta para chegar ao fim, não dá pra desconfiar de nada, porém, quando chega o desfecho, ele não é tão empolgante, o que é uma pena! Fiquei me perguntando a finalidade de tantas voltas na história, tantos becos sem saída, pois juntando tudo, não tem muito sentido. E, embora tenha gostado das novidades na escrita, senti mesmo falta do romance — jogado pra segundo plano, coitado!

Mas sim, os fãs — como eu! — provavelmente vão amar, se divertir, identificar, emocionar, refletir. Agora pra quem ainda não leu nada da diva Chick-lit, fica a sugestão: Família Walsh é sempre boa companhia e, sem dúvida, um bom começo.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

5 comentários

  1. juhclaro em

    Só falta esse e Cheio de Charme pra completar minha coleção – agora pra ler, faltam muitos haha Fiquei super contente quando vi que a Marian lançaria o livro da Helen, mas vi muitas resenhas falando que a expectativa foi tão grande que se decepcionaram. Como você disse, o desfecho deixou muita gente na mão… Mas não é por isso que não vou ler também, né! haha Marian é amor demais e acho que mesmo que não seja o melhor de todos, ainda assim deve ser muito bom.

    Beijos!

    Responder
  2. Babi Lorentz em

    Ainda não li esse. Na verdade, até hoje só li 4 livros da autora. 3 deles com as irmãs Walsh. Gosto bastante do jeito que ela escreve, apesar de ser cansativo às vezes. Pretendo ler este apenas quando terminar de ler os que faltam das irmãs.
    Beijos.

    Responder
  3. ThaisPampado em

    Faz tempo que tenho vontade de ler algum livro da Marian Keyes, mas ainda não tive a oportunidade. Fiquei interessada em Chá de Sumiço em primeiro lugar porque gosto de narrativas que tenham um lado de humor/sarcasmo, e outra porque gosto de livros que envolvem mistérios a ser resolvidos. E, pessoalmente, adoro finais imprevisíveis!

    Responder