Resenha | Crossing the Line, de Katie McGarry

Crossing the Line
Autor(a): Katie McGarry
Editora: Mira Ink
Páginas: 67
Avaliação: 4
Capa: 3.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Das cartas para a realidade, um sonho escrito.

Lila McCormick e Lincoln Turner trocam cartas desde quando se conheceram no enterro do irmão dele e do irmão de sua melhor amiga, Echo. Dois anos compartilhando segredos, despertando sentimentos, até que uma mentira põe o futuro tão planejado a perder.

Lila está realmente irritada por Lincoln ter mentido. Ele, por sua vez, pensa em formas de a fazer entender o quão arrependido ele está. Isso poderia ter sido resolvido se sua própria irmã, não tivesse desligado o computador na exata hora que ele se explicava para Lila.

Ele, que nunca gritava, fez-se ouvir mais que o choro do sobrinho, mais que a briga dos pais, mais que a própria irmã em seu escândalo. E ele toma uma decisão: correr atrás de quem ama. Se teve uma coisa que ele aprendeu com o irmão foi aproveitar o tempo que a vida dá, e ele não está disposto a desperdiçar mais um segundo sequer.

Dez horas depois, eles se encontram. E, mesmo que não comece exatamente da forma adequada, Lincoln está com Lila no momento que ela precisa – e isso é o necessário para que ambos entendam que tudo pode ser resolvido.

Crossing the Line foi o segundo livro em inglês que eu li. Tratando-se de uma novela, a escolha foi certeira. Todavia, a escrita de Katie McGarry me fez entender que eu poderia ler um livro inteiro dela em inglês. Mesmo com palavras cujo significado eu tive que procurar no dicionário, dá para entender perfeitamente o enredo e as falas.

Surpreendi-me ao não encontrar dificuldades e logo me vi presa a uma história que, mesmo que curta, foi o suficiente para me fazer apaixonar por mais uma personagem homem. Lincoln é fofo, com seus problemas, mas disposto a resolvê-los. Ele a ama. Ela, por sua vez, permite que ele veja seus medos e não tenta afastá-lo mais do que o esperado.

Não há grandes e longos desentendimentos, mas com certeza estar juntos cria situações de dar friozinho na barriga e umas risadas quando se preocupam em estragar tênis tão caros. Deu vontade de ter o segundo livro da série Pushing the Limits, Dare You To, para continuar a história, saber se eles também são citados.

É impossível não ficar curiosa e esperando um epílogo que vá nos contar como as coisas ficaram após uns meses, queremos ler um pouco mais deles. Infelizmente, é uma novela, e, pelo menos nele, não há muito para matar a curiosidade.

Pequeno, mas fofo. Um New Adult que deixou gostinho de quero mais e o coração aquecido, por mais clichê que isso soe.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

1 comentário

  1. Babi Lorentz em

    Ah, é mesmo fofo e lindo. Pode parecer cliche falar isso, mas foi tão lindo que também fiquei com uma sensação daquelas… hahhaa.
    Beijos.

    http://www.babilorentz.com

    Responder