[Resenha] Declan + Coraline, de J.J. McAvoy

Declan + Coraline
Autor(a): J.J. McAvoy
Editora: Independente
Páginas: 170
Avaliação: 3.8
Capa: 4 Diagramação: 4 Conteúdo: 3.5

Poderia ter sido muito, muito melhor.

Imagino que, assim como eu, toda e qualquer pessoa que terminou de ler Ruthless People (confira resenha) ficou curiosa sobre o casal Declan e Coraline. Foi só depois que li o primeiro volume que descobri sobre essa novela e, preciso admitir, foi um tanto decepcionante.

Primeiro, e talvez principalmente, porque queremos saber sobre como o romance dos dois vai ficar após o final de Ruthless People, e este livro é sobre o antes. Como eles se viram pela primeira vez, como foi a primeira conversa e como Declan planejou e de fato se aproximou de Coraline.

Como ele contou a ela sobre o tipo de vida que leva, com o que está envolvido e como Coraline, aquele amor de pessoa, aceitou fazer parte disso tudo. Até então, só sabemos de duas coisas: ele contou tudo no terceiro encontro e ela (é claro) aceitou.

Apesar de ambas as personagens serem apaixonantes e a narrativa de J.J. McAvoy ser muito boa, o livro soou corrido. Como se fosse muita história (o que não era) para contar em poucas páginas. Além disso, fiquei perdida entre o primeiro e o segundo encontro. Claro que entendi o que aconteceu, mas o como não ficou claro. Em um instante, Coraline era uma pessoa e, no seguinte, era outra.

Acho que a autora poderia ter desenvolvido isso de outra forma, algo que deixasse mais claro para o leitor os sentimentos que Declan fazia ela sentir e, então, justificar suas atitudes. Só nisso, ela poderia ter escrito um livro inteiro: como ele de fato fez Cora sair do casulo e se tornar a mulher pela qual ele se apaixonou. Isso sem demonstrar que ela mudou (porque também não faria sentido), mas o quanto ela estava se escondendo de si mesma, sem sair de sua zona de conforto.

Faltou emoção, envolvimento e exploração das personagens. Faltou a narrativa que a gente encontra nos outros volumes da série. Faltou a ação, os fatos e a luta. E é claro que isso prejudicou o romance, não fez ele ser tão bom quanto poderia ter sido. Fora que seria muito mais interessante manter o desenvolvimento do relacionamento dos dois após o primeiro volume.

Leia a resenha dos outros volumes:

Resenha Ruthless People, de J.J. McAvoy

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook