Resenha | Devasso, de Katy Evans

Devasso
Autor(a): Katy Evans
Editora: Novo Século
Páginas: 304
Avaliação: 4
Capa: 4.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 3.5

Quarto volume da série Real, escrita por Katy Evans, Devasso traz a narrativa para a melhor amiga de Brooke, Melanie. Retratada como extrovertida e sem preocupações nos livros anteriores, agora conhecemos outro lado da mulher, um que deseja encontrar o tão falado “amor verdadeiro”.

Devasso se inicia numa boate, com Melanie um tanto bêbada, dançando numa pista de dança. É nesse momento que um cara se aproxima, tentando ganhar a noite. Ela, entretanto, não quer e, em determinado momento, decide ir embora. O problema é que está chovendo (muito!) e seu carro, com o teto abaixado, transformou-se quase numa piscina.

Greyson decide ajudá-la. Ele dá um jeito no carro e oferece levá-la para casa. Ele oferece, no final das contas, muito mais que isso e o primeiro contato dos dois não poderia ser mais quente. O problema aqui não é o fato de Greyson, por exemplo, não estar interessado em um relacionamento – ele abre mão disso por ela.

O problema é que ele definitivamente não deveria fazer isso. Ela é a número cinco de uma lista que seu pai, conhecido como Chacina, lhe deu. E Greyson King (sem piadinhas à parte com o sobrenome, graças a Deus) é um homem com um objetivo. Ele precisa cobrar dinheiro de todos daquela lista. Tarefa fácil para alguém conhecido como Zero, porque não deixa nenhum rastro por onde passa.

É relevante lembrar que, no Underground, as lutas e apostas são ilegais. Obviamente, alguém tem que estar no comando de tudo isso. Chacina está, mas está doente e guarda um segredo que Greyson daria tudo para descobrir: onde sua mãe está. Melanie é o único desafio entre ele e a informação.

A escrita de Katy Evans prende a atenção do início ao fim, fato que já vimos nos volumes anteriores da série. Apesar do livro não ser impecável – era de se esperar umas falas absurdamente clichês e meio toscas, além de uma ou outra cena de drama desnecessária (é impossível não odiar a Pandora aqui) – é uma história que flui.

Gosto particularmente do fato de Melanie não ser a típica mulher que não aproveitou a vida e assume uma postura de quem não se importa com isso. Ela foi para cama com quantos caras quis, quantas vezes quis e fez tudo que sentiu vontade de fazer. Ela assume isso e não se envergonha ou julga. Mas ela sonha com o cara que vai lhe dar aquele olhar e virar seu mundo de cabeça para baixo.

Tudo bem, ela jamais suspeitou que fosse ser alguém como Greyson, ou Zero, ou filho do cara que controla o Underworld… Mas Greyson é mais do que parece também. Guarda na memória uma parte da vida, aquela que passou com a mãe, e lembra do amor, da segurança que ele passa e do fato de que, por amor, estamos dispostos a fazer tudo.

A química entre os dois é palpável, acontece e nos deixa apreciando a leitura. As cenas quentes poderiam ter sido mais desenvolvidas, já que fazia parte da proposta do livro contá-las. Pandora aparece apenas para atrapalhar, num claro sintoma de inveja que não condiz com a amizade que a autora quis que elas tivessem.

Brooke aparece pouco também, ainda que com justificativa. Acho que a amizade entre as três podia ter sido muito mais desenvolvida e explorada; há pouco suporte para Melanie, mesmo quando ela quer e precisa compartilhar tudo que está vivendo.

No geral, Devasso é um bom livro, mas não traz nada de particularmente excepcional. Ótimo para quem quer matar tempo com algo leve, interessante, mas sem muita expetativa.

Confira resenha dos outros volumes da série

Resenha Real, de Katy Evans Resenha Meu, de Katy Evans

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook