[Resenha] Encontrada, de Carina Rissi

Encontrada
Autor(a): Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 476
Avaliação: 4.2
Capa: 4 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Para ler neste exato minuto

Se você se apaixonou pela história de Sofia e Ian, então se prepare, porque vai ser impossível largar esse livro, ou sequer esquecer rápido dele.

Comecei a ler a autora com Procura-se um Marido (confira a resenha), e admito que me surpreendi ao realmente encontrar um chick lit. Mais que isso: um chick lit bom, engraçado e com tudo que eu gosto nesse gênero.

Então procurei e encontrei Perdida. Apesar de uns lá e uns cá, o livro foi bastante interessante – e quero logo ver o filme. Quando soube de Encontrada, claro que pedi. Importante: se você ainda não leu Perdida, pare a leitura aqui.

Encontrada começa com o casamento de Ian Clarke e Sofia, em pleno século XIX. Claro que Sofia, uma menina mulher espontânea e impulsiva, não mede a língua e reações por estar em um século completamente diferente do seu.

E claro que isso a coloca em situações bem complicadas, ainda mais lembrando que tudo se passa numa época na qual a voz da mulher podia ser considerada apenas em questões não primordiais do dia a dia.

Às vezes Sofia é um pouco chata, é o tipo de personagem que se fosse menos teimosa, pouparia muitos problemas. Entretanto, a narrativa de Carina Rissi é tão envolvente que logo a cena muda para uma mais interessante e você deixa o momento chato passar.

O que mais me chama atenção nos livros da Carina é exatamente isso: como ela consegue escrever de uma forma envolvente, interessante e bem romântica, sem ter que apelar para um cliché absurdo ou falas incoerentes.

Fora que, apesar do tempo entre os dois livros, ela conseguiu manter o mesmo tom na narrativa e desenvolver as personagens da mesma forma. Acho bacana também como a autora deixou de fora pontos importantes da história.

Por exemplo, você não vai encontrar muito sobre a escravidão e, se me perguntar se isso é um ponto negativo, eu até poderia dizer que sim, afinal, é uma oportunidade de falar sobre um assunto bem delicado. Entretanto, é inegável que este não é o foco da autora e faz todo sentido não estar descrito ali.

Em suma, Encontrada é daqueles livros que você lê super rápido, porque vai ficar tão envolvida em todos os acontecimentos que vai aproveitar toda oportunidade para lê-lo.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook