[Resenha] Eu e Você, de Niccolò Ammaniti

Eu e Você
Autor(a): Niccolò Ammaniti
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 160
Avaliação: 4.7
Capa: 5 Diagramação: 5 Conteúdo: 4

Em “Eu e Você” conhecemos Lorenzo, um garoto que não tem amigos por ser tímido e preferir viver no próprio universo. Seus pais não aceitam essa diferença, conversando às escondidas sobre ele ser diferente dos outros adolescentes.

Quando ele vai ao liceo, equivalente ao ensino médio aqui no Brasil, ele passa a fingir ser igual aos outros. O jeito de andar, falar e agir são transformados até que saia da escola – assim ele consegue se manter em seu próprio universo sem ser importunado por outros estudantes.

Pouco antes da semana branca, ele escuta um grupo de quatro pessoas fazendo um plano para o feriado. Sem saber exatamente porque, ele decide chegar em casa e mentir para a mãe, falando que também foi convidado. Começa assim os planos para uma viagem que nunca vai acontecer.

Lorenzo acaba por passar a semana branca no porão de onde mora, ficando distante para que sua mãe acredite na viagem e tendo a tão esperada paz. E a tem, até que sua meia irmã, Olívia, aparece e vira de cabeça para baixo os sete dias.

“Eu e Você” é um livro que, em sua simplicidade, alcança uma perfeição singular. Vemos a relação dos irmãos se desenvolver em poucas, mas incríveis, páginas. Nos momentos mais complicados, ou simples (como ao dormir) e até mesmo nas falas das personagens.

Olivia tem seus problemas e acaba por ajudar Lorenzo de um jeito que nenhum profissional ou pessoa tinha conseguido antes. Leva-o a entender mais si mesmo e se esforçar para aliviar a situação que a irmã vive.

A leitura rápida flui tranquilamente, mantendo-se interessante do começo ao fim. Mesmo quando estamos envolvidos na história maluca de K19, um robô para limpar piscinas, criada pelo menino.

E chega a nos fazer suspirar quando lemos o desfecho do livro, quando sabemos o que aconteceu após aquela semana e nos deparamos com um Lorenzo adulto, formado e sensível. É um livro que, em uma palavra, descrevo como lindo.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook