[Resenha] Felizes para Sempre, de Nora Roberts

Felizes para Sempre
Autor(a): Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 293
Avaliação: 4
Capa: 5 Diagramação: 3.5 Conteúdo: 3.5

Segundo melhor livro da série

Desde quando Malcolm apareceu, ele me conquistou. Este, claro, é o livro no qual ele mais aparece, sendo o mecânico de Parker e cada vez mais enturmado com o grupo que finalmente se completa em Felizes para Sempre.

É inegável a química entre os dois, principalmente quando Malcolm perde (primeiro) o controle e beija Parker – e quando Laurel vê a cena, tem como não começar a implicar e contar para Emma e Mac. Emma, naturalmente romântica, cria todo um cenário em sua cabeça.

Mac está planejando o casamento, então como não pensar em todas terem exatamente o seu felizes para sempre? É em clima de absoluto romance que as duas personagens mais intrigantes da série Quarteto de Noivas acabam se apaixonando.

Não é tão surpreendente encontrar aqui os mesmos problemas dos demais volumes, entretanto. Enquanto o livro de Mac foi sempre muito engraçado e dinâmico, os demais focaram-se demais em desenvolver as partes técnicas de cada negócio.

Achei que este problema, com Parker, acabasse sendo positivo, apenas porque me interesso bastante pela parte dela na empresa Votos. Mais uma vez, todavia, achei exagerado, tomando tempo de leitura desnecessário.

Foi interessante, entretanto, acompanhar de perto o final da história das amigas, sem nunca esquecer da foto que Mac tirou enquanto todas brincavam de casamento quando eram pequenas. Algo que as definiu como mulheres de forma inacreditável.

Nora Roberts podia ter tentado inovar na narrativa, ter organizado formas de torná-la mais dinâmica (talvez com personagens diferentes em cada capítulo, mantendo o foco no par romântico da vez?). Com isso, com certeza, teria sido melhor.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook