[Resenha] Garota Online, de Zoe Sugg

Garota Online
Autor(a): Zoe Sugg
Editora: Verus
Páginas: 308
Avaliação: 4.3
Capa: 5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4

Penny é um pouco como você e eu e todos nós, blogueiros

E leitores, se estiver sendo honesta. Garota Online começa com o blog de Penny, que explica porque está escrevendo, anonimamente, em seu blog. Ela aproveita para fazer o que os blogueiros das antigas (como eu e Camille), fazíamos: falar da nossa vida abertamente, mas sem dizer quem de fato somos, para não criar confusões.

Então, ela viaja para Nova York. Aí as coisas começam a mudar – a garota que conhecemos no início do livro, inocente ao extremo e um tanto desajeitada, começa a se renovar. Já perceberam como, às vezes, a gente precisa de uma mudança danada de ares para ter a oportunidade de recomeçar? Penny tem.

E nessa oportunidade, conhece Noah, um garoto que tem todas as características que nos fazem apaixonar por personagens de livros. É Noah que dá início ao romance com Penny e nos tira uns muitos suspiros ao longo da narrativa. Mas ele, todavia, não é o único amorzinho do livro.

O que mais gostei não foi o romance (apesar de ter adorado). Mas como Zoe Sugg conseguiu desenvolver também outras personagens, como Elliot, seu vizinho e amigo gay. Há elementos interessantes, como aquela amiga que não é tão amiga assim, retratando a adolescência norte americana de um jeito fofo e original.

Gostei da escrita da autora, ainda que ache que Garota Online poderia ser melhor desenvolvido. Talvez tenha sido um pouco longo para a história juvenil, mas de forma alguma isso atrapalha a leitura. É um livro que fui sem esperar muito, mas que me surpreendeu e acabei gostando.

Indico para quem gosta de histórias juvenis, bem escritas sem ser muito reflexivas, mas que não sejam absurdamente superficiais. Garota Online fica em um meio termo que cabe muito bem à narrativa e ao gênero. Zoe Sugg foi maravilhosa, de fato, ainda que não impecável. Gostei.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook