[Resenha] In Flight, de R.K. Lilley

In Flight
Autor(a): R.K. Lilley
Editora: CreateSpace
Páginas: 308
Avaliação: 4
Capa: 3.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Sexy e romântico, ainda que um pouco “mais do mesmo”.

James Cavendish é um rico com um objetivo: se relacionar com Bianca, a aeromoça. Ela, por sua vez, tenta resistir ao charme de James, sem grande sucesso. Quando os vôos parecem coincidir cada vez mais, evitá-lo não é uma opção.

Seu melhor amigo, Stephan, está ao seu lado há muito tempo e, por isso, é o primeiro a notar que a troca de olhares pode ser muito mais do que um simples interesse. E, como o incrível amigo gay que ele é, vai fazer sua parte para mostrar à Bianca que abrir as portas para um homem pode ser exatamente o que ela precisa.

Ao contrário de muitos, não achei In Flight parecido com Cinquenta Tons de Cinza. Sim, novamente encontramos um dominador disposto a apresentar um mundo inteiramente novo à uma submissa.

Um homem que gosta de estar no controle e que não vai medir esforços, nem dinheiro, para mimar e mostrar o quanto uma mulher é especial e única. Suas semelhanças, entretanto, não vão muito além.

É claro que ele utiliza o dinheiro para cercar Bianca, mas em momento algum – talvez pela escrita de R.K. Lilley -, parece extremamente exagerado. Não há, também, uma dominância imposta à vida pessoal dela. As coisas acontecem de forma muito mais natural.

Ambos carregam um passado de dor, que preferiam esquecer, e que os persegue em pesadelos sombrios e aterrorizantes. James, todavia, parece mais disposto a superá-lo que Bianca – sim, as sotuações são bem diferentes, mas a dor e o medo sempre foram os mesmos.

Gosto da dinâmica das personagens. Stephan é incrível em todos os momentos, assim como o casal principal nos prende a atenção a todo instante. O jogo de submissão exige uma confiança que Bianca precisa criar e isso é muito bem desenvolvido.

É difícil largar a leitura, mais difícil ainda é esquecer James e seus modos. Assim como é singular a forma que o grande problema de Bianca aparece, mesmo sendo esperado. A forma com que as situações se desenvolvem nos faz querer ler os três livros de uma vez só.

In Flight é romântico, engraçado e explora questões de convivência, amizade e confiança. Destaca-se em meio aos romances eróticos pelo jeito que foi escrito, pela conquista que atinge aos seus leitores e os fazem se apaixonar por todo um contexto. Sim, é um dos meus favoritos do gênero; não tinha como não ser.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook