[Resenha] Na Passarela, de Meg Cabot

Na Passarela
Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Avaliação: 3.5
Capa: 3.5 Diagramação: 4 Conteúdo: 3

Pouca ação, mas os esclarecimentos com aquele ar conquistador.

Para encerrar a trilogia “Cabeça de Vento”, Meg Cabot nos trás Emerson Watts tentando lidar com o fato de que a verdadeira Nikki está viva. Além disso, há o fato de que Brandon resolveu que obrigá-la a ir com ele para a casa de praia dele seria um ótimo jeito de tirar Christopher da vida de Em.

Claro que nem tudo é simples, e é óbvio que o plano não dá muito certo. Inclusive porque agora Em sabe que Christopher é tão apaixonado por ela quanto ela é por ele. Novamente, vemos Lulu desempenhando um papel importante – e muito cômico – na narrativa.

Frida mostra seu amadurecimento ao lidar com as mais diversas situações, mesmo que continue a se importar com festas e pessoas famosas, ela está bem mais familiarizada com Gabriel, Nikki (a verdadeira), Lulu e Brandon.

Meg Cabot encerra o livro com muita ação, mesmo que não seja tanto quanto alguns esperavam. “Na Passarela” esclarece todas as questões de forma que é possível entender o fim para os caminhos escolhidos.

Cada personagem, inclusive Steve, tem sua importância, surpresa e desenvolvimento pessoal. É assim que somos novamente conquistados pela narrativa característica da autora e levados a um resultado inesperado, e muito, muito mais agradável que o final do segundo livro.

A trilogia é boa, um bom passatempo e definitivamente envolve o leitor nas linhas da história. Todavia, não entrou para as favoritas da autora.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

6 comentários

  1. Claris Ribeiro em

    Os livros da Meg Cabot tinham capas tão lindas, não consigo
    gostar da capa de Na Passarela… :s

    Não li nenhum livro da trilogia, gostei da sua resenha, mas
    ainda sim os livros não me chamam atenção, não sei porque, talvez um dia que
    leia para ver se vou gostar ou não, mas por agora vou dar preferencia a outros
    livros…

    Beijos! :*

    Claris – http://plasticodelicblog.blogspot.com.br

    Responder
    1. Camille Labanca em

      Eu ouvia falar tanto que peguei para ler Claris, mas não foi uma das melhores leituras da Meg. E também tenho críticas com essa última capa, não gostei da modelo do jeito que ficou, está estranho.

      Responder
  2. Andressa Palma em

    É a primeira vez que eu vejo um livro dessa autora.
    Não gostei nem um pouco dessa capa, a garota parece que vai quebrar pescoço olhando desse jeito para trás ‘-‘
    Mas, a historia de Na Passarela, é muito interessante, com certeza eu leria. Vou procurar saber dos outros dois livros dessa trilogia.
    Eu adorei a resenha *-*

    Responder
    1. Camille Labanca em

      Os livros dela são muito, muito bons. Vale a pena ler, mas com certeza não entra para a lista dos melhores. “Ela Foi Até o Fim” e a série “Os Desaparecidos” valem muito a leitura!

      Responder
  3. LigiaColares em

    Blergh, nao gostei… Haha! Já li sinopses e resenhas da Meg Cabot, e definitivamente nao faz meu tipo… ALem disso, concordo com as meninas abaixo, tá q a menina da capa está fugindo, mas do jeito q ta ali, ela vai é ficar com torcicolo ahhaha! Gosto das resenhas do blog… Facilitou comentar em várias! =D Elas são curtas e objetivas! Até tento escrever algumas assim, mas as vezes eu me empolgo hahahha

    Responder
  4. Babi Lorentz em

    Esse é o livro final da trilogia, certo? Por isso, e apenas por isso, não pude ler a resenha. Li a última frase e vi que não é a sua série favorita escrita pela Meg, mas por ser Meg Cabot, ainda tenho vontade de ler os livros da trilogia.
    Beijos.

    Responder