[Resenha] O Beijo Escarlate, de Lara Adrian

O Beijo Escarlate
Autor(a): Lara Adrian
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 354
Avaliação: 4
Capa: 4 Diagramação: 4 Conteúdo: 4

Comparado ao primeiro livro da série, o segundo explora menos a localização dos vampiros da Raça. Quase não ouvimos falar de Grabrielle e de Lucan, dentre os outros personagens que vivem ali. O foco está em Dante e em suas visões de morte, algo no qual ele tem que se concentrar para descobrir mais detalhes e – quem sabe? – driblar o destino ao mesmo tempo em que sofre, sentindo tudo que a situação gera. Falta de ar, perda de forças, sofrimento pela morte próxima, medo.

Os renegados continuam a solta e se multiplicam devido a uma droga produzida por um humano. “Nada muito perigoso” diria ele, “apenas algo que desse um sensação boa”. Claro que, nos humanos a droga poderia ser comparada ao crack – não sendo então tão inocente assim -, mas, quando o assunto são vampiros, o resultado é bem pior que o esperado: aumenta a fome e diminui a inibição. A questão é: quem está bancando isso?

Particularmente, gosto do jeito que Lara Adrian escreve. Todavia, não foi um livro surpreendente ou apaixonante – o que não quer dizer que tenha sido fraco, apenas mais que o anterior; mantendo a qualidade alta.

A escritora cria personagens que, tirando a parte sobrenatural, poderiam facilmente conviver ao nosso lado. Mais que tudo, são pessoas reais, que passaram por situações possíveis e é a verossimilhança que isso produz que gera um carinho pelo livro.

Dante e Tess acabam sendo apaixonantes mesmo que a princípio não sejam tanto assim. Principalmente quando se observa o amor que cresce entre eles (similar ao amor existente dos outros guerreiros e suas Companheiras de Raça) e como cada um, em sua independência e personalidade forte, está disposto a abrir mão da vida que tem para poder fazer parte da vida do outro. Tess passa a conhecer um novo mundo, no qual o significado de “família” é forte e não necessariamente ligado por sangue.

É em um novo contexto, passo grande para o casal, mas minúsculo para a trama, que se desenvolve “O Beijo Escarlate“, contagiante em várias partes e certamente uma leitura recomendada apesar de seus contras.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

4 comentários

  1. Desconhecia essa série, obrigada por resenhar o livro…

    Responder
  2. Márcia Novaes em

    também não conhecia essa série O.O porém amei.. vampiros *-* vampiros em familia é diferente.. mas mesmo assim hoho me deu uma pitada para ler *-*

    Responder
  3. Erica Marts em

    Sinceramente esse livro não me empolgou tanto quanto o livro 1.
    Tanto que nem lembro direito dele depois que eu li.
    Esperava mais. Espero que o livro 3 seja melhor.
    A capa brasileira é linda!!!

    Responder
  4. Davi Araújo em

    Já ouvi falar desse série, mas não tenho muita vontade de ler. Gosto de histórias sobrenaturais, de vampiros. O que parece ser bacana é ess divisão de raças. Pelo visto o primeiro é melhor que esse.

    Responder