Resenha | O Caminho para Casa, de Kristin Hannah

O Caminho para Casa
Autor(a): Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Avaliação: 4.3
Capa: 4.5 Diagramação: 3.5 Conteúdo: 5

Kristin escreve um livro extremamente sensível sobre, dentre muitas coisas, amizade e maternidade.

Jude é casada com Miles e, juntos, são pais perfeitos e comuns (e ricos) dos gêmeos inseparáveis e opostos Mia e Zach. Tudo seguiria os conformes da vida comum típica dos Estados Unidos se Lexi, uma menina diferente de todas as outras, não tivesse aparecido.

Lexi acaba se mostrando uma ótima amiga para Mia que, com suas espinhas, aparelhos e roupas estranhas, além da timidez, não tinha tantos amigos assim. Com o tempo, acaba se tornando um pouco mais para Zach também. Vinda de uma família que Jude não aprova, e jamais concordaria em ser igual, abre os braços e a casa para a menina que muda tudo e todos ao seu redor.

Todavia, nem tudo sai conforme os planos. Com uma nova situação, todos têm que aprender o real significado de palavras como culpa e perdão. Acima de tudo, cada um carrega consigo um sentimento com o qual não será fácil lidar, e nem sempre a vida conseguirá manter unidos quem jurava ser inseparável em nome da aprendizagem que crescer é.

Kristin escreve um livro extremamente sensível sobre, dentre muitas coisas, amizade e maternidade. Superar as dificuldades, reerguer-se das cinzas e crescer – como uma fênix – das mesmas. Ela consegue escrever sobre adolescentes com toques engraçados, sem nunca deixar de ser realística.

Seus personagens são tão reais que poderiam ser nossos vizinhos, filhos, mães e pais. Kristin tem o dom de escrever sobre algo delicado, mostrar vários pontos e não ser chata, ou dar preferência ou razão à um deles. Apesar de, particularmente, ter me envolvido muito com personagem Jude e muito pouco com Lexi.

O Caminho para Casa é, portanto e sem sombra de dúvidas, um livro incrivelmente maravilhoso, para qualquer um interessado em uma leitura com algo mais que pura diversão. Recomendo.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

9 comentários

  1. Cristiane Silva em

    Eu gostei desse livro e fiquei muito querendo ler! Parece ser bom mesmo. E é bem mais do que pensei que fosse.

    Responder
  2. Manu Hitz em

    É isso que gosto numa leitura: que pareça com a vida real, com personagens possíveis e conflitos comuns, próximos de nós. Gostei muito da sinopse e quero saber que conflitos trará o livro e como vão se arrumar.

    Responder
  3. Roberta em

    Esse é o tipo de livro que gosto de ler.
    Uma coisa que pareça real, com nós possamos nos imaginar vivendo aquilo.
    Muito Bom.

    Responder
  4. Roberta em

    Esse é o tipo de livro que gosto de ler.
    Uma coisa que pareça real, com nós possamos nos imaginar vivendo aquilo.
    Muito Bom.

    Responder
  5. Janaina Barreto em

    Oi, Camille!
    Não lembro em que lugar eu li alguns comentários seus enquanto você estava lendo esse livro (pode ter sido no twitter) e confesso que fiquei bem curiosa!
    Primeiro, é claro que o que me chamou atenção foi a capa, que é linda! Depois, por ser da Arqueiro ? Adoro essa editora! Ela sempre traz livros diferentes, publica de tudo e livros com qualidade (pelo menos o que eu li, né? hehe E tem Harlan Coben, pra quê melhor?).
    Agora, falando sobre a história, eu acho que deve ser mesmo um livro pra mexer com o leitor… Às vezes não é fácil mesmo lidar com mudanças e escolhas, muito menos perdoar e conviver com uma culpa. Parece mesmo muito bom!

    Beijos ;*

    Responder
  6. Dani Marjorie em

    Parece bem legal, e pelo jeito é meio divertido…rsrs Talvez entre na minha listinha de leitura…Bjs.

    Responder
  7. Juliana Xavier em

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me interessei. Você me instigou, com tantas reflexões e tão poucas revelações!! Meu tipo preferido de resenha! *-*

    Responder
  8. Maristela da Graça Rezende em

    Esse é um livro que aborda temas sobre perdão, amor, identidade e maternidade. Esses são temas que estão sempre na atualidade pois fazem parte do ser humano. Ótima a sua resenha.

    Responder
  9. My prince. em

    Esse livro parece ser ótimo! Já inclui na minha lista de livros! hahaha

    Responder