Resenha | O Código do Apocalipse, de Adam Blake

O Código do Apocalipse
Autor(a): Adam Blake
Editora: Novo Conceito
Páginas: 464
Avaliação: 3.2
Capa: 2.5 Diagramação: 3 Conteúdo: 4

Por Amanda Tavares
exclusivamente para o Beletristas

A dupla Leo e Heather está de volta!

Em O Código do Apocalipse reencontramos a dupla Leo e Heather em novo desafio e aventura. O livro é continuação de Os Manuscritos do Mar Morto, mas não precisa obrigatoriamente ler o primeiro (eu li), o que acho legal. Continuação que você é obrigada a ler o anterior acaba desanimando.

Após investigar uma invasão no Museu Britânico, a detetive Heather se vê novamente envolvida com a seita “Povo de Judas”, que roubou um livro contendo profecias para o fim do mundo.

A dinâmica Leo e Heather é bem legal, assim como no primeiro livro, mas queria que Leo tivesse aparecido mais nesta história, afinal ele me conquistou.

O livro é grosso, assim como primeiro, mas a narrativa de Adam Blake é eletrizante e você nem sente que está virando páginas. O gostinho de ler “só mais um pouquinho” persiste até o final.

O legal de Blake é que ele faz uma boa pesquisa para seus livros, e consegue introduzir tudo na história sem deixar a narrativa chata e maçante com informações. O autor escrever bem e nos prender. Difícil largar o livro pelo meio sem saber o final. Para quem gosta de thrillers, não deixe de ler.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook