[Resenha] O Oceano no Fim do Caminho

O Oceano no Fim do Caminho
Autor(a): Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Páginas: 208
Avaliação: 4.5
Capa: 5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4.5

Delicado, sensível, imaginativo e crítico ao jeito Neil Gaiman de escrever.

Diferente de qualquer leitura que você já tenha experimentado, O Oceano no Fim do Caminho é sensível, imaginativo e crítico até o último ponto. É daqueles livros difíceis de resenhar, porque parece que qualquer coisa que você escreva não vai ser suficiente para descrever tudo que foi lido.

A grande história do homem se deu quando ele tinha apenas sete anos, logo após perder o gatinho que ele tanto amava, quando a pessoa que o atropelou apareceu morta no carro do seu pai. Com uma torrada queimada e fria na mão, ele descobre que a revista tanto procurava estava logo ali, próximo àquela pessoa.

É quando conhece Lettie Hempstock, uma menina de 11 anos, uma cabeça mais alta que ele. Ele ainda não sabe, mas sua vida vai mudar completamente antes de voltar ao normal – se é que “voltar ao normal” é possível depois de tudo que aconteceu.

Com sua visão de uma criança normal, portanto egoísta e egocêntrica, como ele mesmo diz, o garoto nos envolve em uma fábula que nenhuma palavra é capaz de explicar. São situações e situações que jamais sonhamos, nem mesmo nos pesadelos, desenvolvidas de forma a nos deixar pensar, em certas horas, um claro “e agora?”.

Não necessariamente é uma leitura rápida, mesmo que curta. Dentro de tantas questões a serem tratadas, pensadas e talvez resolvidas é complicado escapar da imaginação e das críticas, aparentemente tão pequenas e intrínsecas, em certas páginas.

Neil Gaiman com certeza tem uma escrita única – e isso não é surpresa para ninguém. Consegue ser delicado, realmente sensível como já disse, em meio a complicações intermináveis e que, ao final, guarda uma surpresa em uma única fala que põe em cheque toda a obra em sua aparência. Fala essa que eu prefiro não citar, visando deixar a surpresa para quem for ler (e, espero, perceber).

Porque, vamos ser sinceros aqui, quem não prestar atenção aos detalhes, vai perder tudo que ela tem de melhor a oferecer.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook