[Resenha] O Presente do Meu Grande Amor, org. Stephanie Perkins

O Presente do meu Grande Amor
Autor(a): Org. Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Avaliação: 4.2
Capa: 5 Diagramação: 4 Conteúdo: 3.5

Se você é fã de pelo menos metade destes autores, recomendo o livro: isso porque O Presente do Meu Grande Amor tem surpresas em cada página que você lê. Algumas melhores que outras, algumas mais desenvolvidas que outras, mas sempre envolventes e com histórias interessantes.

As regras fazem as pessoas se sentirem seguras. Mas elas podem se transformar em julgamentos. A condenação é fácil, Vaughn. A escolha mais difícil é amar, e é a escolha que meu pai faz todos os dias.

É natural que, como eu, você escolha seus contos e autores preferidos (nenhuma novidade nos meus aqui – apenas, talvez, Rainbow Rowell ter ficado disparadamente em primeiro lugar). É bom, também, para que você consiga conhecer outros autores. No meu caso, não conhecia ainda o trabalho de Laini Taylor e Matt de La Peña. Gostei.

– Eu acho que – disse ela, passando o braço em volta do meu -, se deixamos um único acontecimento da nossa vida nos definir, tudo o que precisamos para mudar as coisas, se quisermos mudar as coisas, é de outro acontecimento.

Mas para saber mesmo porque você deveria ler os contos (tanto quanto antes) de Stephanie Perkins, Jenny Han, David Levithan, Rainbow Rowell e Myra McEntire… Só dando uma espiadinha no livro. De coração, é desses que vale a pena ter na estante e ir lendo devagarzinho, apreciando cada conto, sabem?

Mas as pessoas não precisam lembrar como era ser feliz e seguro no passado. Elas precisam ter esperança de que podem chegar lá outra vez, no futuro. E, às vezes, a única coisa que pode fazer isso acontecer é, digamos, dinheiro suficiente para ir embora.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook