Resenha | Perdendo-me, de Cora Carmack

Perdendo-me
Autor(a): Cora Carmack
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Avaliação: 3
Capa: 3.5 Diagramação: 1.5 Conteúdo: 4

Pode amar, sim senhor!

Bliss Edwards tem 22 anos, está cursando o último semestre da faculdade de Teatro e ainda é virgem. Sim, esse é o terror de sua vida. Supercontroladora, ela quer que tudo em sua vida saia do jeito que planejou. Só que as coisas nem sempre acontecem dessa forma, principalmente no sexo.

Kelsey Summers, empenhada em ajudar sua melhor amiga a perder a virgindade, leva Bliss a uma boate com o intuito de conseguir sexo casual. Lá, Bliss conhece Garrick Taylor, um britânico loiro e charmoso, que chamou a atenção dela por estar lendo um livro de Shakespeare.

Só que a conversa se elevou a outros patamares e, entre química, faíscas e alguns amassos eles acabam indo ao apartamento dela. Bliss, entretanto, não consegue ir adiante.

Depois da trágica noite, tudo o que ela quer é esquecê-la; mas o destino não facilitaria tudo para ela: eis que Garrick é seu professor substituto na universidade e, além disso, mora a apenas alguns prédios de distância do seu.

Após fazer a leitura pude perceber o porquê de Perdendo-me ser tão aclamado nos Estados Unidos: é impossível parar de ler. A história de Bliss e Garrick é extremamente cativante!

A começar por uma protagonista hilária, situações engraçadíssimas e um mocinho que é puro amor, o livro não foge dos clichês e não possui nenhuma fórmula ultra-secreta.

O que o faz ser tão querido por muitos, acredito eu, é a escrita simples da autora e acontecimentos que desencadeiam em outros ainda melhores. Além disso, Bliss é incrível.

Os pensamentos e sentimentos dela são retratados de forma comum, como se ela estivesse escrevendo em um diário, o que torna a leitura ainda mais gostosa. Sem falar que ela é desastrada e impulsiva ao extremo, o que a faz passar por situações realmente cômicas.

Já o Garrick é um personagem doce, sexy e casual – tudo ao mesmo tempo, além de ser encantador em cada cena em que aparece. Kelsey e Cade, os dois melhores amigos da protagonista, são completo oposto um do outro.

Kelsey é extrovertida, divertida e faladeira, enquanto Cade é sensível, companheiro e carinhoso. Cada um deles possui sua força pessoal na história e todos foram imprescindíveis para o resultado que vendeu milhares de cópias.

Cora Carmack faz uso de uma escrita leve e simplória, personagens incríveis e um enredo que prende o leitor até o fim da última página. É impossível terminar a leitura sem sorrir.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

2 comentários

  1. Carla em

    Eu gostei desse livro tb. Mas como vc disse, ele realmente não tem nenhuma fórmula ultra-secreta.
    Na verdade não tem nada demais nele. Mas as vezes os personagens fazem livros simples se tornarem mais interessantes. Gostei dele, acho até que cheguei a dar 4 estrelas pra ele. Porque foi bem escrito e o enredo envolvente. Pegou dois tópicos legais “virgindade em uma idade mais avançada” e caso “professor-aluna”.

    Responder