[Resenha] Sem Esperança, de Colleen Hoover

Sem Esperança
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Avaliação: 4.8
Capa: 5 Diagramação: 4.5 Conteúdo: 5

Colleen Hoover conseguiu mais uma vez

Não gosto muito de livros que se propõem a contar a mesma história sob outro ponto de vista, até porque geralmente prefiro ler só o ponto de vista do homem e pronto. Entretanto, a Sincerando falou então bem que pensei “ok, vou dar uma chance”.

E… Dean Holder, por que não existe na vida real? Por que não existe na minha vida? Por que não vira o meu homem e casa comigo para sermos felizes para todo o sempre amém mesmo com suas mudanças de humor? Eu aguento, juro.

É, galera, Sem Esperança não desaponta nem um pouquinho. Muito pelo contrário, foi amor à primeira lida. O primeiro livro foi conquistador e surpreendente aos poucos, este, talvez por já sabermos das surpresas, foi intenso desde a primeira página.

“Ficar com ela me fazia pensar no amanhã e no dia depois de amanha e no dia seguinte e no ano seguinte e na eternidade. Preciso disso agora, pois se eu não abraçá-la de novo… vou terminar olhando para trás mais uma vez, deixandoo passado me engolir completamente.” Pg. 215

Começamos o romance com um Holder feliz com Less, sua irmã gêmea. Vemos ele perder o chão e se culpar. Criar um novo significado para as palavras. Juntar Hopeless em uma tatuagem e decidir abandonar tudo, porque, afinal, qual o sentido de seguir os planos?

Então, encontramos Holder na dúvida. Apostando na sorte de Sky não ser quem é. Vemos seu passado se infiltrar no presente e moldar seu futuro – tudo em uma narrativa intensa ao extremo, quase silenciosa em meio a gritos de sentimentos que estão nas entrelinhas.

É essa a beleza da duologia Hopeless: as entrelinhas. O quanto Colleen Hoover consegue falar tudo aos poucos e nos apresentar personagens críveis, realistas e maravilhosas – personagens que são bonitas e feias e diferentes e originais.

Livro Sem Esperança, de Colleen Hoover

“Nos próximos minutos, ficamos completamente perdidos no que parece a perfeição absoluta. O tempo parou completamente e, enquanto nos beijamos, só consigo pensar que é isso que salva as pessoas. Momentos assim, com pessoas como ela, que fazem todo o sofrimento valer a pena.” Pg. 218

A narrativa que nos prende a atenção e nos faz devorar 200 páginas em um dia – quiçá o livro inteiro se o sono permitir (pelo menos comigo, que costumo ler à noite). É o tipo que não nos deixa vez as páginas passando, sabe? Nos encanta a cada virada.

Sem Esperança me surpreendeu também. Conquistou-me. Sou muito grata à Sarah por não ter me deixado desistir de ler só porque já conhecia a história. Inclusive, vale ressaltar, que foi um dos poucos livros do gênero que li rapidamente numa fase no qual nada new ou young adult tem me agradado.

Minha única crítica vai para a diagramação. Não gosto de livros com bordas tão pequenas, sei que é bom para economia de papel e tal, mas me atrapalha um pouco a leitura. E tenho minhas dúvidas sobre o modelo da capa – a posição dele é meio estranha, mas ainda acho que passa um sentimentalismo que faz sentido.

“Ainda sinto uma saudade do cacete de você. Uma saudade imensa. Especialmente quando acontece alguma coisa que você acharia engraçada. Sinto falta da sua risada. Mas […] para sentir a falta de alguém, a pessoa primeiramente precisa ter tido o privilégio de ter esse alguém em sua vida.” Pg. 317

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

4 comentários

  1. Sarah Sindorf em

    Hey! Que bom que gostou! 😀
    Eu não cheguei a pegar o livro em português haha
    Beijos!

    Responder
    1. Camille Labanca em

      Amei <3

      Responder
  2. Fernanda D. em

    Camille,
    eu só tenho corações para o Holder. É o meu personagem favorito de todos os queridos da Colleen Hoover. Ela é fantástica.
    Em 2013, li a série Slammed/Métrica e fiquei apaixonada pela história. Em seguida, peguei a série Hopeless para ler. E PQP!! CoHo conquistou meu coração. Ela está entre minhas favoritas. Pelas redes sociais, descobri que além dos dotes como escritora, ela parece ser uma pessoa maravilhosa… de coração grandioso. Sou super fã dela. Amo tudo o que ela escreve.
    Bjs bjs
    Fernanda D. – NOVOROMANCE.COM.BR

    Responder
    1. Camille Labanca em

      Sou apaixonada também <3 Exceto por Ugly Love - mas só eu odiei.

      Responder