Resenha | Siga os Balões, de Daniel Duarte

Siga os Balões
Autor(a): Daniel Duarte
Editora: Best Seller
Páginas: 160
Avaliação: 5
Capa: 5 Diagramação: 5 Conteúdo: 5

Parte frases, parte textos, Siga os Balões pode ser encaixado na mesma categoria de livros como Ilustre Poesia e Pó de Lua nas Noites em Claro. Assim como os dois exemplos, ele é simples, delicado e, sem dúvida, incrível.

As frases são impactantes, mas simples. Coisas que já sabemos, mas, às vezes, precisamos relembrar. Os textos são sobre amor, mas não necessariamente o romântico. Há amor de filho para pai, de neto para avó, de ex para ex e de eterno apaixonado para o mundo – eternos apaixonados distribuem amor, e não medem os sentimentos.

“Fala um pouquinho mais dos seus medos. O mundo não vai acabar e eu não vou a lugar algum.”

Daniel me pareceu ser isso também. Um eterno apaixonado, capaz de distribuir carinho e amor para quem quer que queira receber um pouco. E, em um mundo onde qualquer um dos dois está cada vez mais limitado e difícil de achar, é um abraço (apertado, como ele diz que seu pai costuma dar) envolto em palavras compreensivas.

Em nenhum momento, entretanto, ele deixa de lado o principal tipo de amor: o amor próprio. Ao falar de si mesmo, da sua forma de pensar e expor opiniões a partir de experiências, ele automaticamente fala sobre aceitação, sobre ser quem a gente é, sobre amar por inteiro.

“A melhor coisa é estar com quem firma o pé no coração da gente e não arreda. Não vai embora com brisa leve. […] Precisamos de mais gente com atitude. De coragem, de ação.”

Ele não deixa de falar sobre a coragem para amar e mais de uma vez fala de limites. Sobre o quanto somos capazes de nos entregar e nos apegar ao que (e a quem) não nos vê da mesma forma, não se importa da mesma forma e não nos quer da mesma forma.

É o limiar. É o limite que precisamos ter para dizer que chega e seguir em frente. Amando, sentindo, inteiros, sem rancor. Verdadeiros. Corajosos. E, se tudo der certo, um pouquinho mais loucos.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook