[Resenha] Silêncio, de Becca Fitzpatrick

Silêncio
Autor(a): Becca Fitzpatrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 301
Avaliação: 4.3
Capa: 5 Diagramação: 4 Conteúdo: 4

Nora não lembra de absolutamente nada dos últimos meses. Não sabe o que aconteceu durante o tempo que ficou sequestrada e não faz ideia do que seja aquele preto que tanto lhe vem à memória.

Mas Nora não teme entrar em apuros. Ainda mais se isso envolver Scott – um amigo que sequer imaginava que tinha – e o fato dele não poder viver a vida com tranquilidade por conta de um tal de Mão Negra.

Em meio a uma vida confusa, com alguns flashes estranhos, ela conhece Jev quando ele a salva de três garotos extremamente estranhos, que atacavam outro sem piedade. Ela não sabe quem ele é e porque exerce tanto encantamento nela, Nora apenas quer uma chance de vê-lo de novo

Ao lidar com quatro versões diferentes da realidade dos últimos meses, Nora descobre que o novo namorado de sua mãe tem mais influência do que parece ter e, então, tudo se desdobra em quem de fato ele é e o que o faz estar envolvido em tantas versões do que lhe aconteceu.

Becca mantém o nível de qualidade da história, ainda que venha a criar a situação da perda de memória, retornando (quase) ao primeiro livro. Criando um enredo que não nos deixa largar o livro, ela torna o penúltimo livro uma questão de redescoberta.

Ainda que seja repleto de ação, o livro nos faz lembrar o sentido de cada pessoa para o desenvolvimento dos fatos, colocando todas as verdades à prova. É delicioso ver como as personagens crescem, principalmente Nora. Tão interessante quanto, o relacionamento de cada personagem é explorado.

‘Silêncio’ não é o melhor livro da série, mas compensa pelas cenas românticas de Patch e Nora, pelo desenvolver de Mão Negra e pela promessa de guerra para o último livro. Agora nos restam dúvidas para o último livro e pensamentos sobre como a autora pretende resolvê-las.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook