Resenha | Sonhos com Deuses e Monstros, de Laini Taylor

Sonhos com Deuses e Monstros
Autor(a): Laini Taylor
Editora: Intrínseca
Páginas: 558
Avaliação: 4.8
Capa: 5 Diagramação: 4.5 Conteúdo: 5

A Trilogia Feita de Fumaça e Osso, escrita por Laini Taylor, foi uma descoberta simplesmente maravilhosa: comprei o primeiro volume em promoção, sem qualquer referência da narrativa. Mas foi só iniciar a leitura que, ah, que deslumbramento!

Sonhos com Deuses e Monstros é o último volume da trilogia, cujo primeiro volume é Feita de Fumaça e Osso e o segundo, Dias de Sangue e Estrelas. A personagem é Karou, uma garota não-tão-humana.

Ela tem cabelos azuis e muitas peculiaridades. Por exemplo, sua criação se deu por quimeras, que tem cada parte do corpo pertencente a um animal diferente. Desprevenidos poderiam chamá-las de demônios.

Do outro lado, temos anjos – e esqueça os conceitos que você criou a respeito deles. Eles não são nada angelicais, são máquinas de guerra, preparadas para serem soldados numa guerra entre serafins e quimeras.

ATENÇÃO abaixo você encontra spoilers dos dois primeiros volumes

Sonhos com Deuses e Monstros começa pouco antes do final do segundo volume, quando Karou usa o casbá como quartel general das quimeras. É lá que ela e o lobo branco (Kirin Ziri, não mais o Thiago) tentaram recuperar as energias e continuar a guerra.

Então, Akiva propõe que quimeras e ilegítimos somem forças em nome de um objetivo maior: impedir que soldados do Domínio consigam as armas que tanto procuraram. Surpreendente é Akiva vendo o Lobo Branco concordando com a aliança, o que na verdade deixou todos impressionados.

“Segundo as lendas, quimeras nascem de lágrimas, e serafins, de sangue, mas neste momento eles são, todos eles, filhos do pesar.”

Akiva podia até estar desconfortável, mas parecia o sonho que ele e Karou sonhavam já há tanto tempo. Ao mesmo tempo, este é o primeiro desafio maior que o casal precisará enfrentar. Alcançar o sonho renderá muito sangue.

Sonhos com Deuses e Monstros traz novas personagens interessantes e, para um final plausível, a autora acabou criando mais um núcleo – que se encaixa muito bem na narrativa. Queremos logo saber o que está acontecendo e porque novos personagens estão entrando na história. E quando descobrimos? Nossa! É de tirar o fôlego!

Novamente, Laini Taylor sabe trabalhar suas personagens, desenrolando todo o mistério e complementando muito bem as emoções fortes. O desfecho foi simplesmente incrível, com todas as pontas fechadas e aquele sentimento de querer mais.

Adorei a edição, com capas dos três volumes lindas, misteriosas e que demonstram a força das personagens. Muitos poucos erros de revisão na edição da Intrínseca. Com certeza indico toda a trilogia para quem adora uma fantasia, romance e batalhas épicas.


Por Laila Ribeiro
exclusivamente para Versificados

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook