Resenha | Tentação Sem Limites, de Abbi Glines

Tentação Sem Limites
Autor(a): Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Avaliação: 4.8
Capa: 5 Diagramação: 5 Conteúdo: 4.5

Reviravoltas interessantes e escrita envolvente.

Como os que já leram Paixão Sem Limites bem sabem, a vida não foi nada gentil com Blaire Wynn e na sua sequência, tão esperando Tentação Sem Limites, a vida dela dá um giro de 180 graus e uma reviravolta emocionante.

Depois de ter descoberto os segredos que envolvem Rush – sua grande paixão – e sua família, Blaire encontra-se desolada e, mais uma vez, sem saber para onde ir ou a quem recorrer. De volta à sua cidade natal, ela conta com a ajuda de seu ex-namorado e da avó dele enquanto se organiza e descobre qual passo tomar para resolver sua vida, tendo a certeza de que não há mais nada para ela no Alabama.

Mas Blaire ainda está interligada com Rosemary. Deixou amigos verdadeiros lá. Deixou também um emprego fixo, com um salário razoável e boas gorjetas e isso é o que a motiva a esquecer o orgulho e aceitar a possibilidade de rever Rush e sua família e, assim, retorna para o lugar de onde fugiu, para que consiga dinheiro suficiente para tocar sua vida.

Só que Rush está louco por ela e ao saber que ela está de volta à cidade, faz de tudo para encontrá-la, ajudá-la em sua mudança e reconquistar sua confiança, mesmo sabendo que isso talvez não seja tão fácil, já que Nan, sua irmã mais nova, odeia Blaire e não aprova seu relacionamento.

Apesar de a protagonista estar convencida de que não permanecerá na cidade por muito tempo, Rush não desiste facilmente e jura que rastejará pela garota que ama, se for preciso.

Tentação Sem Limites é intenso e viciante justamente como o primeiro volume da trilogia Sem Limites. A escrita da autora continua simples, e o livro, bem rápido de ser lido pela conexão entre os acontecimentos e personagens, o que faz com que o leitor devore páginas e páginas sem perceber.

A história mantém o enredo do primeiro livro, com segredos revelados, cenas que nos deixam com borboletas no estômago e diálogos que nos dão sorrisos aos lábios.

Os personagens não mudaram drasticamente de personalidade comparados ao primeiro livro, mas gostei da forma como a autora fez com que o Rush ficasse mais romântico e cuidadoso ao se desesperar em relação a Blaire, sem deixar de lado sua parte selvagem e grosseira que todo badboy que se preze deve possuir.

Enfim, Abbi Glines não desapontou seus fãs com o segundo livro da trilogia, pelo contrário, deixou os leitores com gostinho de quero mais e expectativas enormes em relação ao terceiro livro que terminará a história de Rush e Blaire.

Já viu as resenhas dos outros volumes?

Resenha Paixão Sem Limites, de Abbi Glines Resenha Amor Sem Limites, de Abbi Glines Resenha Estranha Perfeição, de Abbi Glines Resenha Rush Sem Limites, de Abbi Glines

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook