Revista | O que falar deste 2017 que não conheço, mas já considero pacas?, por Marcio Rolla

Quando eu pensei que nada poderia ser pior que 2015, veio 2016 confirmando a teoria de que o fundo do poço é apenas uma ilusão criada pela nossa mente doentia para dar um mínimo de esperança naqueles momentos em que a vida fugiu ao nosso controle.

Pois o tal de 2016 foi o ano alçapão: todas vez em que pensei que não poderia piorar, o chão se abria e eu caía em queda livre. Que ano, senhores, que ano! Teve de tudo e tudo com muita intensidade ruim. Pessoal, profissional, social, político, esportivo, tudo de mal a pior.

E quando novembro chegou com uma calmaria inesperada (e na hora da desgraça, não piorar já é alguma coisa), lá no finzinho, cai o avião da Chapecoense e, no meio da tragédia, que já seria suficiente para tristeza, perco dois amigos que estavam naquele voo. É, 2016 fez 2015 parecer um ano bom.

E 2017? Como eu disse, novembro (de 2016) trouxe uma calmaria sacudida por uma tragédia. Dezembro está se mostrando um bom mês. E janeiro está com bons prognósticos. Opa! Peralá! Cadê o meu pessimismo? Pois é, comecei a enxergar um caminho bom pela frente. Já estou pensando nas férias com as meninas e no Carnaval. Já estou programando o que fazer durante o ano. Se 2016 foi um ano para sobreviver, 2017 será um ano para viver. E há vários argumentos sólidos para acreditar que o próximo ano será um grande ano. Quer ver?

Numerologia: 2017. 2+0+1+7=10. Dez! Exatamente o número de dedos que temos nas mãos! Ou nos pés. Duas mãos cheias, completas. Um indício de que será um ano assim, completo. Tipo duas mãos cheias.

Astrologia: o planeta regente de 2017 é Saturno. Saturno, cara! Saturno têm anéis! Nenhum outro planeta tem anéis. Sabe aquela história de “vão-se os dedos, ficam os anéis” que as pessoas falam quando são roubadas? Saturno já vem com anéis! Não temos um planeta para roubá-los. Grande, Saturno!

Astrologia chinesa: será o ano do Galo. O galo canta todo dia de manhã para nos acordar e vai fazer isto com 2017. Será um ano para acordarmos! Acordarmos dos sonhos ruins dos últimos anos e partirmos para fazer um dia bom todo dia. Cocoricó!

Tarot: a carta que influenciará 2017 será a da Sacerdotisa. Sacou a diferença? Depois de tanto tempo com homens no comando, o mundo deu muito errado. Agora, temos uma chance no tarot. Uma líder espiritual, uma mulher. Aquele toque mais sensível nas coisas, um jeito mais amoroso de cuidar da vida. Além disso, a carta 17 é a da Estrela. Então, é um ano para brilharmos! E o somatório (10, lembra?) é o da carta da Roda da Fortuna. Moleque, a parada vai ser boa!

Superluas: em 2016, tivemos quatro superluas, duas em lua cheia, sendo uma delas a mais ultrahighmegablasterlua dos últimos anos. E o que deu? Deu merda. Esse negócio de superlua dá uma zica danada. Em 2017, serão só três (uma apenas em lua cheia) e a mais próxima da Terra estará a um milhão de quilômetros da última superlua de 2016. Sai daí asa negra!

Eventos: não teremos Jogos Olímpicos, não teremos eleições, não teremos show dos Rolling Stones no Brasil e nem Felipe Massa na fórmula 1. Mas teremos Rock in Rio, que já havia dado zica em 2015. Para neutralizar o efeito negativo do festival dos Medinas, acenda uma vela para o seu anjo da guarda a cada dia do evento e mentalize “hoje é dia só de rock, bebê”.

Quantidade de dias: 2016 foi um ano bissexto. Tinha mais um dia para dar merda. 2017 é um ano normal, dentro de padrões normais, com a quantidade certa de dias. Pode relaxar.

Cores: sabe a expressão “tudo azul”? Ela significa que está tudo bem. Pois a Pantone listou as dez cores que serão tendências para a coleção primavera-verão de 2017 e (pasme!) três são azuis. Uns azuis bizarros, mas são azuis. E duas são verdes, que são somatórios de azul com amarelo (ouro, dinheiro, riqueza, poder, poder, poder!). Se até a Pantone identificou a tendência de coisas boas, não tem como dar errado.

Oscar: o Leonardo DiCaprio não concorre e, por isso, não corre o risco de ganhar. Ô moleque azarento! Levou a estatueta e deixou bad vibe no planeta. No próximo ano, não correremos este risco.

Que tal? Entendeu que 2017 vai ser um grande ano? Não tem chance de dar errado! Cientificamente comprovado! E é isto, bom 2017 para você. Ou melhor, grande 2017 para você. Quer dizer, estupendo 2017 para você. Prepare-se para muitas coisas boas, porque elas virão. Não tem chance de dar errado, está tudo cercado e amarrado.

Deixe seu comentário

* campos requeridos

Comentar via Facebook

3 comentários

  1. Bruna em

    Kkkkkkhahahahahakkkkkk
    MUITO BOM!!!

    Responder
  2. Munich Barcelos em

    Pois é…
    Vc descreveu com exatidão o quão terrível foi meu 2015 e a lástima que foi meu 2016. Que venha logo 2017 e traga bons augúrios pra nós!

    Responder
  3. carolina Ris. em

    ihuuulll. Que Venha 2017……

    Responder